quinta-feira, 22 de março de 2012

Verdadeira ou “Genérica”? Como saber se minha igreja está realmente nos propósitos de Deus

"...mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja amaldiçoado. Assim, como já dissemos a vocês, agora de novo também falamos. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja amaldiçoado.." (Gálatas 1:7-9)
Hoje em dia vemos uma grande proliferação de denominações evangélicas pelo Brasil. Vemos que muitas são até antagônicas entre si e outras aparecem e desaparecem tão rapidamente que nem chegam ao nosso conhecimento que existiram.
Numa rápida pesquisa na Internet descobre-se que no ano de 2002 haviam 4.500 denominações evangélicas no Brasil, um número realmente alto se levarmos em conta que no Brasil, segundo a mesma pesquisa de 2002, temos apenas 30% da população como evangélica ou também chamada de protestante.
O termo protestante surgiu como um apelido pejorativo dado para um grupo de príncipes eleitores e algumas cidades imperiais alemãs que se atreveram a expressar seu protesto, o testemunho público de objeção ao Catolicismo, na Dieta de Speyer de 1529, contra o Édito de Worms que proibia crer e ensinar as doutrinas luteranas naquelas localidades do Sacro Império Romano-Germânico onde ainda não eram conhecidas estas doutrinas, e que dava completa liberdade ao clero católico para rebatê-las e persegui-las naquelas localidades do império onde já havia sido implantado. Portanto é inacreditável o fato de hoje haver um segmento dentre os Protestantes que acreditam podermos participar de um ecumenismo com a Igreja Católica Apostólica Romana. Afirmar isto é deixar de ser Protestante e retornar ao Catolicismo.
Neste texto estarei analisando apenas as igrejas Protestantes (Evangélicas) Cristãs, na qual faço parte, e qual seria a característica para realmente levarem este título e se enquadrarem nos propósitos de Deus como de seguidores e discípulos de Jesus Cristo:
1.Sola Scriptura (Somente a Escritura) – afirma a doutrina bíblica de que somente a Bíblia é a única autoridade para todos os assuntos de fé e prática. As Escrituras e somente as Escrituras são o padrão pelo qual todos os ensinamentos e doutrinas da igreja devem ser medidos. Como Martinho Lutero afirmou quando a ele foi pedido para que voltasse atrás em seus ensinamentos: “Portanto, a menos que eu seja convencido pelo testemunho das Escrituras ou pelo mais claro raciocínio; a menos que eu seja persuadido por meio das passagens que citei; a menos que assim submetam minha consciência pela Palavra de Deus, não posso retratar-me e não me retratarei, pois é perigoso a um cristão falar contra a consciência. Aqui permaneço, não posso fazer outra coisa; Deus queira ajudar-me. Amém.”
2.Sola Gratia (Somente a Graça ou Salvação Somente pela Graça) – afirma a doutrina bíblica de que a salvação é pela graça de Deus apenas, e que nós somos resgatados de Sua ira apenas por Sua graça. A graça de Deus em Cristo não é meramente necessária, mas é a única causa eficiente da salvação. Esta graça é a obra sobrenatural do Espírito Santo que nos traz a Cristo por nos soltar da servidão do pecado e nos levantar da morte espiritual para a vida espiritual.
3.Sola Fide (Somente a Fé ou Salvação Somente pela Fé) – afirma a doutrina bíblica de que a justificação é pela graça somente, através da fé somente, por causa somente de Cristo. É pela fé em Cristo que Sua justiça é imputada a nós como a única satisfação possível da perfeita justiça de Deus.
4.Solus Christus (Somente Cristo) – afirma a doutrina bíblica de que a salvação é encontrada somente em Cristo e que unicamente Sua vida sem pecado e expiação substitutiva são suficientes para nossa justificação e reconciliação com Deus o Pai. O evangelho não foi pregado se a obra substitutiva de Cristo não é declarada, e a fé em Cristo e Sua obra não é proposta.
5.Soli Deo Gloria (Glória somente a Deus) – afirma a doutrina bíblica de que a salvação é de Deus, e foi alcançada por Deus apenas para Sua glória. Uma igreja que não glorifica somente a Deus (e neste caso, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo) não pode ser considerada uma Igreja Perfeita. Louvores a homens é inadmissível perante a Bíblia Sagrada.
Estes cinco itens, que são chamados de 5 Solas, são a base das denominações verdadeiramente evangélicas (ou protestantes) e iremos nos concentrar apenas nas denominações que seguem estes cinco pontos, já que, não há dúvidas que estes cinco pontos são a base do que seria a verdadeira Igreja de Jesus Cristo.
Neste momento, você já tem o conhecimento suficiente para remover desta lista de 4.500 igrejas “ditas” evangélicas uma grande parte que não segue estas 5 Solas e até observar se a sua igreja segue esses ensinamentos. Parafraseando Lutero (como se eu pudesse) eu diria: “a menos que eu seja convencido pelo testemunho das Escrituras, através do mais claro raciocínio lógico do que encontramos na própria Bíblia, que as cinco solas não são inqüestionáveis, seguirei acreditando 100% nelas e declarando que somente quem segue esta base pode ser chamado de Cristão.”
Prefiro ser “quadrado” como a Bíblia e ir para o céu, do que descer redondo diretamente para o inferno.
Então, sua igreja realmente pode usar o termo, Cristã?
Muitas igrejas e líderes usam máscaras para te iludir e atrair a sua atenção, fazendo você desviar do verdadeiro e genuíno Evangelho de Jesus...CUIDADO! Nem todos caminhos levam à Deus. (Leia Mateus 23)







Fonte de pesquisa: mantenedordafe.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário