quinta-feira, 14 de junho de 2012

Cristão 'Galinha de Angola'? (Tô fraco! Tô fraco)

Esforça-te, e tem bom ânimo; (…) Josué 1:6
Logo após a morte de Moisés, Josué assumiu a liderança do povo de Israel e a missão de levá-los à Terra Prometida. O povo havia ficado 40 anos no deserto por causa da desobediência a Deus e apenas a nova geração poderia entrar e era da responsabilidade de Josué guiá-los até ela. Imagine o coração dele diante dessa situação.
Ele havia convivido com Moisés, sabia o líder que ele tinha sido e principalmente a comunhão dele com Deus, pois Moisés falava com Deus face a face. Havia sobre Josué o peso da liderança e principalmente o peso espiritual por ser sucessor de um dos maiores profetas que o povo já havia tido.
Quantas vezes em nossa vida somos confrontados com situações que nos fazem temer, começamos a pensar se seremos capazes de cumprir nosso chamado e à medida que Deus vai trabalhando em nosso coração e percebemos que somos responsáveis por uma missão, o medo começa a querer entrar em nosso coração.
E assim como Josué, ficamos receosos se conseguiremos cumprir com o propósito que nos foi dado.O medo de fracassar, muitas vezes é tanto que nos esquecemos de um detalhe extremamente importante e é justamente este detalhe que garantirá a vitória daquilo que Deus nos propôs; Deus é o principal interessado no cumprimento da sua palavra. O desejo do nosso Pai é a salvação de todos os homens, se ele nos deu uma missão, certamente estará conosco todos os dias, nos guiando e orientando através do Espírito Santo que habita em nós. Não devemos parar diante das adversidades, temos que prosseguir, porque é Ele que abre o caminho.
O homem tem um grande problema em querer racionalizar todas as situações, principalmente na tentativa de ter o controle, mas ao fazer isso, percebemos nossa impotência e começamos a achar que nada irá dar certo e corremos o risco de perder nossa fé. É justamente o que Satanás quer que pensemos, e ele com certeza, irá contribuir com pensamentos de fracasso para nos fazer parar na tentativa de impedir o cumprimento das promessas de Deus.
O medo sempre vem, mas depende de nós como ele irá agir em nossa vida. Devemos rejeitá-lo e olhar para o alvo, olhar para Deus que vai à frente preparando o caminho e nos orientando como fez com Josué, pois Deus, além de mandá-lo se esforçar e ter bom ânimo deu outra chave para ele conseguir cumprir seu chamado: “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Josué 1:8”.
Mais uma vez, aprendemos que a única maneira de conseguirmos prosseguir é guardando a Palavra de Deus e meditando nela o tempo todo, pois somente assim prosperaremos em nossa caminhada. Se Deus tem colocado sonhos em seu coração que pareçam ser maiores do que você possa administrar, não se preocupe, porque ele já cuidou de tudo e irá te ajudar, pois aquele que deu seu próprio filho por amor a nós, não irá te desamparar. “Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. Josué 1:5”.
Não esqueça: "Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena." (Provérbios 24 : 10) Se nos dias de batalha, lutas, problemas...você não crer, usar a sua fé...mas fraco você irá ficar. "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11 : 6) Deus não gosta de tadinhos, de cristão "galinha de angola"!! Se você crer que foi Ele que te escolheu, então as forças vem Dele, e tome para sua vida as palavras que foram ditas a Josué e seja um vencedor!!

Você está vendendo ou trocando Jesus??


Você tem vendido Jesus por quanto? Qual a diferença de você para Judas?
Essa é uma pergunta que insisto, na atual situação do mundo, em "Mateus 26.15,16" Judas trava uma conversa com os principais dos sacerdotes que queriam matar Jesus e nota-se no texto que Judas diz:
"Que quereis me dar", os sacerdotes só lhe pesaram as trintas moedas de prata, se cumpri a profecia de "Zc 11-12", para Judas tanto fazia se fosse trinta se fosse quinze ele o entregaria mesmo assim.
Mesmo estando junto com Jesus vendo os milagres operados por ele, compartilhando das multiplicações que o Mestre fazia, para Judas Jesus não tinha nenhuma valia. Quando olho para a Bíblia eu vejo diversas pessoas que valorizavam Jesus. "Como aquela mulher do fluxo de sangue mesmo sem forças por conta de sua doença disse: se eu tão somente tocar em suas vestes...". "O centurião que disse Senhor eu não sou digno que entre embaixo do meu Telhado...". "Aquela mulher siro-fenícia que mesmo sendo comparada a cachorrinhos não ousou questionar o Mestre mais se colocou em humildade nele e teve sua filha liberta... "
São diversos exemplos por toda a Bíblia, e quando olho para os nossos dias vejo pessoas trocando Jesus por um copo de cerveja, de cachaça, trocando Jesus por um namoro sem futuro, por sexo, trocando Jesus por festas que não trazem nenhum benefício pessoal ou moral, trocam Jesus por migalhas, por uma paranga de cocaína ou de maconha, trocam Ele por coisas passageiras...
o batismo não passou de 'um banho' (a única diferença é que entram secos e saem molhados), tratam o “relacionamento” com Jesus como algo corriqueiro sem compromisso, mas quando a “coisa aperta”!! Correm pra onde??
Querem igrejas fáceis, onde não se exige santidade, onde não se prega sobre atitudes que levam ao inferno, igrejas festeiras sem teologia, evangelho fácil onde vivem uma vida na “balança” e usam máscaras - “A Paz irmão!!”. São piadas nas mãos do diabo usados para envergonhar o evangelho. Podem enganar o homem mas enganar a Deus!!?? Na verdade enganam a si mesmo. Está na hora de tomar vergonha na cara!!! E decidir de que lado esta, quem quer agradar à Deus ou ao diabo???
Quero te convidar para dar valor a Deus porque Ele é o que tem te sustentado, e se está lendo isso é porque Ele não desistiu de você! O Salmista reconhecendo isso disse: "Eu me deitei e dormi, acordei porque o Senhor me sustentou".
Valorize ao senhor Jesus e tudo o que ele tem feito em sua vida, só de você estar em pé hoje já é motivo de adorá-lo e valorizar a pessoa bendita de Jesus .
Quanto vale Jesus pra você? Pelo que você tem "vendido" Ele?
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.” 1Jo 2.15,16
Pense nisso.

Voltar para barriga da minha mãe??!!

Nascer de novo é a resposta para a pergunta mais importante dessa vida. Plano de Salvação—Acreditamos que a pergunta mais importante dessa vida é: “Você vai para o céu quando morrer?" Não é uma questão de quão bom você é como pessoa, se vai para a igreja ou quanto dinheiro você dá para serviços de caridade. Deus diz que para entrar no céu, é necessário nascer de novo (João 3:3).
Como podemos nascer de novo?
O plano de salvação pode ser encontrado na Bíblia. Deus nos mostra claramente o seu plano de como podemos “nascer de novo”.
Primeiro, precisamos reconhecer Deus como o Criador de tudo, e também aceitar nossa humilde posição na criação de Deus. “Tu és digno, Senhor e Deus nosso,, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as cousas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.“ (Apocalipse 4:11)
A seguir, precisamos reconhecer que somos pecadores. “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.“ (Romanos 3:23)
Já que somos pecadores, somos condenados à morte. “porque o salário do pecado é a morte“ (Romanos 6:23). Isto inclui separação eterna de Deus.
Mas Deus amou a cada um de nós tanto que deu Seu Único Filho, Jesus, para carregar nosso pecado e morrer no nosso lugar. “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores“ (Romanos 5:8).
Apesar de que não podemos entender completamente como, Deus disse que nossos pecados foram colocados em Jesus e Ele morreu no nosso lugar. Jesus tornou-se o nosso substituto.
Na Bíblia, um carcereiro perguntou seus prisoneiros, Paulo e Silas: “‘Senhores, que devo fazer para que seja salvo?‘ ‘Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e tua casa.‘“ (Atos 16:30-31)
A Bíblia é muito clara: acredite em Jesus como Aquele que carregou seus pecados, morreu no seu lugar, foi enterrado e a quem Deus ressuscitou. É o sangue e ressurreição de Cristo que nos dá garantia da vida eterna quando O invocamos como nosso Senhor e Salvador. “Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10:13). “Todo aquele” inclui cada um de nós.
Portanto, se você entende que é um pecador e acredita que Jesus Cristo veio ao mundo como o único Redentor de nossos pecados, então você entende o plano de salvação. A pergunta agora é: você está pronto para implementar esse plano e aceitar o presente de Deus através de Seu Filho, Jesus Cristo? Se sim, acredite em Cristo, arrependa-se dos seus pecados e entregue o resto da sua vida a Ele como Senhor:
“Pai, eu sei que tenho transgredido suas leis e meus pecados têm me separado de Ti. Eu realmente sinto muito; agora quero me afastar da minha vida de pecado e me aproximar de Ti. Por favor me perdoe e me ajude a evitar a pecar de novo. Eu creio que Seu Filho Jesus Cristo morreu pelos meus pecados, ressuscitou dos mortos, hoje vive e escuta minha oração. Eu convido Jesus a ser o Senhor da minha vida para reinar em meu coração de hoje em diante. Por favor envie o Espírito Santo para me ajudar a obedecer a Ti e fazer a Sua vontade pelo resto da minha vida. Em nome de Jesus. Amém.”
“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38)

Fast-food Espiritual...vai um oleosinho aí??!!

Tenho visto que o Brasil tem se tornado um país muito “evangelizado”. Até bêbado defendendo Jesus em peça de teatro da paixão de Cristo podemos ver. Um fato extremamente engraçado, vale a pena ver. http://youtu.be/TcmEGNVEMlA (copie e cole no navegador para acessar o vídeo)
Hoje o cristianismo tem se resumido a tele-evangelistas que pregam sobre curas, milagres e prosperidade financeira, ou a renovação carismática lançando padres cantores para também moverem multidões, mas sempre com um único objetivo: as igrejas se tornarem maiores e terem mais “fiéis”.
Os “cristãos” tem se tornado uma geração fast-food, onde pensam que ao ir à igreja, estão entrando em um drive-thru para fazer seus pedidos para Deus. Alguns levam até suas carteiras de trabalho, fotos das pessoas que querem interceder, além daquela oferta para receber muito mais de volta.
Ficou fácil ser cristão hoje. Qualquer um que entre em uma igreja pode ser batizado e se tornar um evangélico, e no Brasil grande parte já nasce católico, é batizado no nascimento. Temos pessoas fazendo filmes pornográficos que se entitulam cristãs, apóstolos que estão nadando em rios de dinheiro, cristãos orando agradecendo a Deus pelo dinheiro que receberam por serem corruptos, e assim vejo que o que é chamado cristianismo hoje não tem nada a ver com Jesus Cristo.
Posso dizer que a igreja hoje não está nem um pouco diferente da época das indulgências e nem das cruzadas.
O cristianismo está centralizado na CRUZ.
A dois mil anos atrás um homem apareceu em Nazaré. Andava de forma simples, seus pés eram sujos e precisavam ser lavados pois andava a pé nas ruas apoeiradas de Cafarnaum, Belém, Betânia.
Ele era o filho de Deus, homem e Deus. Poderia ter nascido em um berço de ouro, mas Deus escolheu uma manjedoura. Poderia ter nascido como um príncipe, filho de um grande rei, mas Deus escolheu que fosse criado por um pedreiro (ou carpinteiro).
Ele poderia ter estado apenas entre os “grandes”, mas preferiu caminhar entre os humildes. Os religiosos não gostavam dele pois estava entre os “pecadores”, dava atenção às mulheres, e curava todos aqueles que iam até ele.
Jesus escolheu a CRUZ ao invés da glória terrena. A igreja tem escolhido a glória passageira, o dinheiro, a fama, ao invés da CRUZ de Cristo.
Porque Jesus escolheu a cruz, hoje nós podemos ser salvos. Porque a igreja tem escolhido as facilidades, o evangelho tem sido escandalizado.
Porque a igreja primitiva escolheu fazer a vontade de Deus, hoje nós podemos ter os evangelhos, atos, cartas de Paulo. Porque a igreja moderna tem se afastado do evangelho, hoje temos mais livros sobre vitória financeira do que qualquer outra coisa. O cristão deve estar disposto a morrer. Será que você é cristão de fato?
Jesus disse:
Uma grande multidão ia acompanhando Jesus; este, voltando-se para ela, disse: “Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo.
E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo.
Lucas 14:25-27
Não existe cristianismo fast-food. Não existe vida cristã sem a cruz. Não é possível se entitular cristão e amar mais a si mesmo ou as coisas do que a Jesus. Não é possível caminhar com Jesus e ser discípulo dEle desejar apenas uma vida de facilidades, sem a cruz.

Imitando "São" Jorge da Capadócia!

Em torno do século III D.C., quando Diocleciano era imperador de Roma, havia nos domínios do seu vasto Império um jovem soldado chamado Jorge de Anicii. Filho de pais cristãos, converteu-se a Cristo ainda na infância, quando passou a temer a Deus e a crer em Jesus como seu único e suficiente salvador pessoal.
Nascido na antiga Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia, Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe, após a morte de seu pai. Tendo ingressado para o serviço militar, distinguiu-se por sua inteligência, coragem, capacidade organizativa, força física e porte nobre. Foi promovido a capitão do exército romano devido a sua dedicação e habilidade.
Tantas qualidades chamaram a atenção do próprio Imperador, que decidiu lhe conferir o título de Conde. Com a idade de 23 anos passou a residir na corte imperial em Roma, exercendo altas funções. Nessa mesma época, o Imperador Diocleciano traçou planos para exterminar os cristãos.
No dia marcado para o senado confirmar o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião declarando-se espantado com aquela decisão, e afirmou que os os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses. Todos ficaram atônitos ao ouvirem estas palavras de um membro da suprema corte romana, defendendo com grande coragem sua fé em Jesus Cristo como Senhor e salvador dos homens.
Indagado por um cônsul sobre a origem desta ousadia, Jorge prontamente respondeu-lhe que era por causa da VERDADE. O tal cônsul, não satisfeito, quis saber: "O QUE É A VERDADE?". Jorge respondeu: "A verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e nEle confiado me pus no meio de vós para dar testemunho da Verdade." Como Jorge mantinha-se fiel a Jesus, o Imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos. E, após cada tortura, era levado perante o Imperador, que lhe perguntava se renegaria a Jesus para adorar os ídolos.
Porém, este santo homem de DEUS jamais abriu mão de suas convicções e de seu amor ao SENHOR Jesus. Todas as vezes em que foi interrogado, sempre declarou-se servo do DEUS Vivo, mantendo seu firme posicionamento de somente a Ele temer e adorar.
Em seu coração, Jorge de Capadócia discernia claramente o própósito de tudo o que lhe ocorria: “... vos hão de prender e perseguir, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, e conduzindo-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome. Isso vos acontecerá para que deis testemunho”. (Lucas 21.12:13 – Grifo nosso).
A fé deste servo de DEUS era tamanha que muitas pessoas passaram a crer em Jesus e confessa-lo como SENHOR por intermédio da pregação do jovem soldado romano. Durante seu martírio, Jorge mostrou-se tão confiante em Cristo Jesus e na obra redentora da cruz, que a própria Imperatriz alcançou a Graça da salvação eterna, ao entregar sua vida ao SENHOR. Seu testemunho de fidelidade e amor a DEUS arrebatou uma geração de incrédulos e idólatras romanos.
Por fim, Diocleciano mandou degolar o jovem e fiel discípulo de Jesus, em 23 de abril de 303. Logo a devoção a “São” Jorge tornou-se popular. Celebrações e petições a imagens que o representavam se espalharam pelo Oriente e, depois das Cruzadas, tiveram grande entrada no Ocidente. Além disso, muitas lendas foram se somando a sua história, inclusive aquela que diz que ele enfrentou e amansou um dragão que atormentava uma cidade...
Em 494, a idolatria era tamanha que a Igreja Católica o canonizou, estabelecendo cultos e rituais a serem prestados em homenagem a sua memória. Assim, confirmou-se a adoração a Jorge, até hoje largamente difundida, inclusive em grandes centros urbanos, como a cidade do Rio de Janeiro, onde desde 2002 faz-se feriado municipal na data comemorativa de sua morte.
Jorge é cultuado através de imagens produzidas em esculturas, medalhas e cartazes, onde se vê um homem vestindo uma capa vermelha, montado sobre um cavalo branco, atacando um dragão com uma lança. E ironicamente, o que motivou o martírio deste homem foi justamente sua batalha contra a adoração a ídolos...
Apesar dos engano e da cegueria espiritual das gerações seguintes, o fato é que Jorge de Capadócia obteve um testemunho reto e santo, que causou impacto e ganhou muitas almas para o SENHOR. Por amor ao Evangelho, ele não se preocupou em preservar a sua própria vida; em seu íntimo, guardava a Palavra: “ ...Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte” (Filipenses 1.20). Deste modo, cumpriu integralmente o propósito eterno para o qual havia nascido: manifestou o caráter do SENHOR e atraiu homens e mulheres para Cristo, estendendo a salvação a muitos perdidos.
Se você é devoto deste celebrado mártir da fé cristã, faça como ele e atribua toda honra, glória e louvor exclusivamente a Jesus Cristo, por quem Jorge de Capadócia viveu e morreu. Para além das lendas que envolvem seu nome, o grande dragão combatido por ele foi a idolatria que infelizmente hoje impera em torno de seu nome.