sábado, 6 de outubro de 2012

Bíblia Digital Grátis

"Uso esse programa a 3 anos e recomendo, interface rápida e fácil, para achar palavras direto nos versículos é muito rápido, me auxilia para meus estudos bíblicos e escrever meus esboços de ministrações, deixou tudo mais pratico, versátil e interessante!"
Prº JL Andrioli

Um presente feito especialmente para você!
A Bíblia Sagrada Versão Digital
Licença: Gratuito | Tamanho: 2,1 MB | Sistema: Windows XP/Vista/7
Uma Bíblia Eletrônica Gratuita para usar em seu computador sem precisar estar conectado a internet.
O Principal Objetivo deste trabalho é o de que as pessoas possam ter acesso à Bíblia de maneira digital, uma vez que este meio de informação já é o mais utilizado em muitas áreas.

Introdução
A Bíblia Sagrada Versão Digital (ABSVD) é a Bíblia em sua Versão para usuários de Computador Pessoal. Este Software foi desenvolvido em C++ Builder 4 Standard e não utiliza um "Banco de Dados" como é costume e, sim, uma lista de versículos em memória. Foi criado por Marcelo Ribeiro de Oliveira (Responsável pela Blasterbit Software) Formado em Ciência da Computação e membro da Segunda Igreja Batista em Palmas.

Objetivo
O Principal Objetivo deste Trabalho é o de que as pessoas possam ter acesso a Bíblia de maneira digital, uma vez que este meio de informação já é o mais utilizado em muitas áreas. Ainda sou a favor de uma boa leitura bíblica convencional e estudos em livros e dicionários porém, não devems ignorar o meio de comunicação digital que está em expansão gigantesca! Este trabalho também objetiva alcançar pessoas que não tenham costume de ler a Bíblia porém acessam a internet por lazer ou trabalho. Sendo assim estas pessoas que rejeitariam uma Bíblia convencional e paga, por livre e espontânea vontade podem se sentir atraídas e adquirir gratuitamente uma cópia da Bíblia Sagrada Digital.

Configuração Mínima
O Software já foi desenvolvido e atualizado em Ambiente Windows desde 2002. É um programa que roda em Windows e Linux (Via Wine), e exige pouca memória e espaço em disco para seu funcionamento. Este programa deve rodar em computadores, por exemplo, Pentium 233 Mhz, sem nenhum problema!!

COPIE O LINK BAIXO, COLE EM SEU NAVEGADOR E FAÇA O DOWNLOAD GRATUITO:
http://www.blasterbit.com/blasterbit/arqs/absvd/ABSVD67Setup.exe



quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A história cristã de alguns ídolos da música

Diversos artistas que iniciaram suas carreiras no meio cristão, não necessariamente gravando como cantores gospel, depois de terem sua capacidade reconhecida pelo grande público aproveitaram a oportunidade e desvincularam sua arte, tida por eles como atividade profissional, de sua fé. Alguns famosos chegaram a se converter no meio da carreira, como foi o caso de Scott Stapp (vocalista do Creed) e o cantor Bob Dylan, por exemplo, mas ambos já se desviaram.

Scott Stapp e Bob Dylan


Outros, com início diretamente no meio cristão, nunca vincularam sua profissão com o cristianismo, porém fazem questão de ressaltar sua confissão pessoal de fé e em alguns casos, escrevem letras assumidamente influenciadas por aquilo que acreditam.
Confira abaixo uma lista de famosos artistas que começaram suas carreiras ou suas vidas, dentro do meio cristão:

A banda irlandesa U2 é formada por integrantes que se conheceram e se juntaram como músicos na igreja e suas letras transmitem mensagens espirituais baseadas no cristianismo, e já venderam mais de 150 milhões de discos. Porém, a banda sempre frisou não tratar-se de uma banda cristã, embora seus integrantes assumam o cristianismo como religião.

U2


A cantora canadense teen AvrilLavigne, considerada hoje uma das jovens mais ricas do mundo, aos dois anos já cantava canções gospel e country e foi incentivada pelos pais, a seguir carreira. De uma família cristã de classe média, Avril abandonou os estudos aos 15 anos de idade para desenvolver sua carreira e hoje, conta com mais de 35 milhões de cópias vendidas.

Avril Lavigne


Kings of Leon é uma banda formada por três irmãos e um primo, e na infância, foram proibidos por seus pais de ouvirem música secular e assistir televisão. Com a educação rígida, Leon Followill fez com que seus três filhos montassem uma banda gospel para acompanhá-lo em suas pregações por todos os Estados Unidos. Em 2000, montaram a banda com a proposta atual, foram elogiados pela crítica e público.

Kings of Leon


Filha de um casal de pastores evangélicos, a cantora pop Katy Perry cresceu cantando na igreja e chegou a gravar um álbum gospel usando seu nome de batismo: "Katy Hudson". Ela também fez participação na música "Goodbye for Now" da banda cristã P.O.D. Após conhecer um produtor, Katy mudou o foco de sua carreira e passou a cantar pop-rock, porém gravou três álbuns que foram cancelados antes do lançamento. Somente em 2007 conseguiu lançar seu primeiro álbum com a música "I Kissed a Girl" (Eu beijei uma garota) e alcançar as paradas de sucesso em todo o mundo. Recentemente divorciada do ator e comediante ateu Russel Brand, afirmou que ainda crê em Deus e revelou ter uma tatuagem com o nome "Jesus".

Katy Perry com tatuagem do nome "Jesus" no pulso


A formação inicial da banda Paramore contava com músicos que tiveram contato com o cristianismo durante suas vidas e formaram a banda dentro da igreja. Apesar de assumirem sua fé, afirmam que não vão pregar, pois são uma banda de rock e entretenimento. Um dos integrantes originais que abandonou a banda, Josh Farro, criticou a postura da banda afirmando que "são tão cristãos que nem parecem".

Paramore


O metaleiro AliceCooper ficou famoso por seus shows de heavy metal com sangretas performances teatrais e sua forte ligação com o álcool e drogas (chegou a comer um bolo feito de maconha), mas poucos sabem que ele é filho de pastor e neto de Apóstolo fundador de uma igreja evangélica. Além disso Alice sempre estudou em colégios religiosos e chegou a trabalhar como missionário urbano quando mais jovem. Depois de fazer parte de uma sociedade secreta patrocinada pela maçonaria, ele se converteu novamente e hoje possui e gerencia diversos trabalhos evangelísticos e beneficentes junto com sua esposa, a qual é casado desde 1976.

Alice Cooper


Miley Cyrus ficou conhecida por estrelar a série Hannah Montana e depois, pelas controvérsias de sua carreira. Sempre alvo de especulações, foi acusada de lesbianismo, mas negou, embora apóie o casamento gay. Filha do cantor country Billy Ray Cyrus, Miley nasceu num lar evangélico, membros de uma igreja Batista. Apesar de sua carreira e polêmicas, Miley nunca se desligou de sua igreja e ainda a frequenta.

Miley Cyrus


Com mais de 100 milhões de cópias vendidas, a cantora BritneySpears teve uma infância religiosa, frequentando uma igreja Batista, onde aprendeu a cantar e tocar. Na adolescência foi descoberta num programa de talentos da TV norte-americana e passou a integrar a equipe da Disney. Sua carreira solo começou em 1998 e desde então, vem acumulando polêmicas em sua vida pessoal, por conta de sua depressão e incapacidade de tutela dos filhos.

Britney Spears


A banda Evanescence foi formada após seus dois fundadores, Amy Lee e Bem Moody, se conhecerem durante um acampamento para jovens promovido pela igreja que freqüentavam. Começaram gravando álbuns caseiros e quando a banda ficou conhecida, desentendimentos separaram os dois fundadores. Desde então Amy Lee é a única integrante da formação original. Suas músicas não falam abertamente de sua fé, mas a vocalista Amy Lee, nunca negou ser cristã.

Amy Lee


O baixista e vocalista da banda de trash metal Slayer, Tom Araya, é chileno, filho de um diácono e imigrou com seus pais para os Estados Unidos aos cinco anos de idade. Em sua carreira artística, foi acusado diversas vezes de ser adorador de Satanás, porém, em uma entrevista, Arraya afirmou que considerava isso um erro por parte das pessoas e que acreditava que Cristo havia vindo para ensinar amor ao mundo e que as letras e a imagem da banda não poderia ser confundida com sua fé.

Tom Araya


Justin Bieber nasceu em uma famílai cristã tradicional, durante sua adolescência alcançou o estrelato mundial com suas músicas pop. Em suas canções e entrevistas sempre falou sobre sua crença em Deus e Jesus, mas confessa não poder frequentar nenhuma igreja no momento. Recentemente o jovem fez uma tatuagem com o rosto de Jesus.

Justin Bieber


Com quase cinco décadas de carreira, Johnny Cash teve uma infância complicada e traumática. Perdeu seu irmão de forma trágica e as músicas gospel que ouvia o ajudaram a superar a perda. Após servir a Força Aérea Norte Americana, iniciou sua carreira e afundou no vício de drogas e álcool. Quando se viu impotente perante essa situação, Johnny se converteu ao evangelho após uma tentativa de suicídio e foi então apoiado por amigos e por June Carter, que se tornaria sua esposa. Nessa fase, gravou seus dois álbuns ao vivo mais bem sucedidos. Em Maio de 2003, sua esposa faleceu devido a complicações de uma cirurgia cardíaca, e quatro meses depois, Johnny também faleceu. Antes de morrer, falava sobre encontrar-se com seu irmão no paraíso.

Johnny Cash


O rei do rock, Elvis Presley, começou sua carreira cantando música gospel e com o álbum "How grat thou art" (Quão grande És Tu) chegou a ganhar um Grammy, o Oscar da música norte-americana. Famoso pelo seu estilo de dançar e por suas participações em filmes, foi muito criticado pelos cristãos de sua época, por abandonar a música gospel pelo rock. Elvis porém, sempre ressaltou sua fé em Cristo. Faleceu em 1977, sozinho em sua casa, em circunstâncias até hoje não esclarecidas totalmente. Em seu atestado de óbito, a causa da morte foi colapso fulminante associado à disfunção cardíaca.

Elvis Presley


Chris Martin, vocalista e líder da banda Coldplay, também nasceu em um lar evangélico, onde o Pai era pastor e a mãe uma fiel fervorosa. Chris fala abertamente em entrevistas sobre sua fé em Jesus, nas letras do Coldplay já fez diversas referência a Deus, a Bíblia e ao paraíso, como na música "God Put a Smile Upon Your Face" (Deus colocou um sorriso no seu rosto, em tradução livre) que é de sua autoria. O vocalista também já gravou hinos de louvor como "Until Kingdom Come" (Até que o Reino venha, em tradução livre) composto por Johnny Cash pouco antes de morrer.

Chris Martin



MENÇÕES HONROSAS
Acho que vale uma menção honrosa ao Nicko McBrain, batera do Iron Maiden, que, através do testemunho e evangelização de sua esposa, assumiu um compromisso com Deus e professa abertamente a sua fé cristã. Ele afirma que, sempre que tem oportunidade, comunica sua fé aos seus companheiros de banda. Nicko é membro da Spanish River Church, uma Igreja Presbiteriana de Boca Raton, na Flórida.

Nicko Mcbrain


Dave Mustaine por muito tempo carregou a fama de encrenqueiro, desde os seus tempos de Metallica, quando foi expulso da banda por causa de seu comportamento. Mustaine fundou o Megadeth, a fim de que esta fosse uma banda melhor que o Metallica. A impetuosidade de Mustaine ruiu quando ele teve um encontro com o Senhor Jesus. Hoje, Mustaine não aceita subir no mesmo palco que sobem bandas com ideologias satânicas e faz letras alusivas à sua fé cristã.

Dave Mustaine


Outro que merece estar aqui é o antigo guitarrista do Korn, Brian Welch. Apesar de não mais fazer parte do meio roqueiro secular, Welch tem testemunhado constantemente acerca da obra que Cristo realizou em sua vida, livrando-o das trevas e libertando-o dos vícios.

Brian Welch


E, para encerrar, um exemplo brasileiro: Rodolfo Abrantes, que fez sucesso com a banda Raimundos, mas ao ser convertido pelo Senhor, deixou a banda e, por um tempo se dedicou a projetos seculares, como a banda Rodox.

Rodolfo Abrantes


Dave Mustaine, do Megadeth, é evangélico!!??

Famoso roqueiro Dave Mustaine, do Megadeth, se converteu e hoje afirma: “Sou mais perigoso agora, como cristão”
Quando um roqueiro se converte realmente é estranho, afinal a imagem de um evangélico e de um fã de heavy metal são bem diferentes, mas não é o caso de Dave Mustaine líder da banda de trash metal Megadeath.
Começo de carreira
Dave Mustaine nasceu em 13 de setembro de 1961 na cidade de La Mesa, Califórnia, Estados Unidos, filho mais novo de Emily e John Mustaine. Seu pai, John, era alcoólatra e frequentemente batia na esposa e no pequeno Dave, que era o único filho homem. Após seus pais se divorciarem, Dave, sua mãe e suas irmãs passaram e se mudar frequentemente para evitar contato com o pai violento. Aos 17 anos, ele alugou um apartamento para si e passou a traficar drogas para sobreviver.
Uma de suas clientes estava quase sempre sem dinheiro, mas trabalhava numa loja de discos, e oferecia a Dave álbuns de artistas como Iron Maiden,Black Sabbath e Judas Priest para saldar as dívidas, o que o ajudou a moldar sua preferência pelo heavy metal. No final da década de 1970, Dave começou a aprender guitarra — notavelmente com uma B.C. Rich — e juntou-se a uma banda chamada Panic por um curto período de tempo.
No ano de 1981, Mustaine conheceu Lars Ulrich através de um anúncio num jornal chamado Recycler, e entrou para o Metallica, juntamente com Ron McGovney no baixo. Relatos narram seu envolvimento com o álcool, que fazia com que chegasse bêbado aos ensaios da banda.
Certo dia, Mustaine, mais uma vez embriagado, teria levado seu cachorro em um ensaio do Metallica e seu cachorro teria arranhado o capô do carro de Ron, o que gerou uma grande briga que envolveu os outros integrantes da banda e na qual James Hetfield levou um soco no rosto de Dave, James também revidou e um quebra-pau generalizado começou até que Lars interveio e separou os dois, Dave se dizia cheio de razão por estarem maltratando o seu "pobre animal". Neste momento, James o teria expulsado da banda, mas voltou atrás no dia seguinte depois que Mustaine disse ter se arrependido do que fez.
Sempre dando muito trabalho, bêbado e drogado, Dave acabou sendo expulso da banda: foi colocado, também embriagado, dentro de um ônibus (onde se pensa que ele começou a escrever "Set the World Afire"), e mandado para o outro lado do país; quando acordou, ao ver sua situação, teria ficado furioso.
Mesmo saindo do Metallica, Dave criou grande parte das letras, riffs e solos do primeiro e segundo álbum da banda, Kill 'Em All e Ride the Lightning. Ele jurou se vingar montando uma banda mais pesada que o Metallica.
Mustaine sempre teve uma vida ligada a bebidas e drogas, foi tão dedicado a isso que foi expulso da banda que fundou, o Metallica, porque não aguentaram mais o músico quando não estava sóbrio, e ele simplesmente não ficava sóbrio.
Hoje a vida de Dave mudou, convertido evangélico mudou as letras de suas músicas e muitas de suas atitudes, por isso participou do documentário “Primetime Nighline: Beyond Belief, Batle With The Devil”, uma série de reportagens sobre exorcismo e demônios que está sendo exibida na rede ABC. Na entrevista ele diz acreditar na existência do demônio: “A maior mentira que ele já contou foi que não existe. E você vê as pessoas achando que ele é vermelho, com cara de bode e rabudo, mas não. Ele é belo, como um anjo. Por que iria querer parecer um monstro? Ele pode ser igual a você. Poderia estar aqui, nesse momento. E nem saberíamos. É assustador”, afirma.
Dave foi ponderado quando perguntado se o heavy metal é coisa do diabo, segundo ele “em alguns casos é. Mas não em todos. Há bandas que acreditam em Deus e o glorificam. Oram todas as noites antes de entrar no palco”, mas vê relação entre a magia negra e a bebida: “Nem sempre que bebi estava envolvido com isso. Mas sempre que estive envolvido, estava bebendo. Então, definitivamente, há uma relação”, acredita.
O vocalista também falou sobre sua vida antes de se converter, segundo ele a “mãe era Testemunha de Jeová e me criou nessa fé. Acabei me envolvendo com bruxaria por odiar ficar batendo nas portas das casas dos outros”, disse. Ele revela também que ainda quando criança fez magia negra contra duas pessoas, uma era um garoto que praticava bullying contra ele e “sofreu um acidente de carro e algo aconteceu com parte de seu corpo”, a outra pessoa era uma garota cobiçada pelos seus colegas, “todos a desejavam, mas era fora da minha realidade. Fiz [a magia] e, no outro dia ela, estava em meu apartamento”, e com veemência completa: “Por isso acredito no lado negro. Muitos pensam que não é real, mas funciona”, afirma.
Em seu testemunho Dave Mustaine afirma ter feito “pactos de sangue. Isso foi antes de descobrirmos sobre a AIDS. Cortávamos dedos e juntávamos, nos tornando irmãos de sangue”, mas ressalta: “Não quero mais estabelecer uma comunhão espiritual e misturar minha vida com alguém que não conheço direito. A Bíblia diz que sangue é vida” e finaliza, “acho que sou mais perigoso agora que me tornei um cristão, pois estou armado com a verdade”, diz Dave Mustaine.

Nicko McBrain, o baterista do Iron Maiden é cristão!!???

Nicko McBrain (nome artístico de Michael Henry McBrain) nascido em Londres no dia 5 de junho de 1952. Atualmente é baterista da banda de Heavy Metal Iron Maiden, onde ingressou em dezembro de 1982.
A palavra de Deus fala que onde abundou o pecado superabundou à graça. Em meio ao grande festival que ocorre no Brasil tentando frear o avanço notório e bem sucedida da música cristão no cenário secular, eis que surge pra confundir os sábios deste mundo o resultado da ação de Deus, manifestada em meio a um grupo de celebridades do mundo pop onde a palavra de Deus é quase que impenetrável.. Quase! Roqueiros, como o baterista do Iron Maiden, antes idolatrados por multidões de fãs, agora cultuam a Jesus Cristo.
A banda inglesa Iron Maiden, que estourou nos anos 80 com estilo Heavy Metal de fazer rock, desembarcou no Brasil no ano passado, para se apresentar pela turnê de seu último disco "Somewhere Back in Time". O grupo precursor do estilo e considerado um dos melhores do gênero, cujo o nome foi inspirado em um instrumento de tortura medieval, o qual se acha representado no filme "O Homem da Mscara´de Ferro". Suas letras exploram temas que vão do ocultismo a lendas, filmes, histórias de assasinatos, o escuro e a simbologia do número 666. Além disso, as capas de seus discos exibem sempre o mascote da banda ED, um morto vivo em cenas sugestivas aos temas de cada disco.
Diante desta atmosfera "pesada", seria possível pensar em algum espaço para manifestações cristãs? Olhos e ouvidos voltados para Deus? Sim! O baterista da banda, Nico McBrain é um exemplo de músico de rock bem sucedido, com carreiras mundialmente consolidadas e que, ao longo de suas vidas se converteram ao cristianismo. Chocante? Inesperado? Talvez nem tanto. Ele próprio afirma que quando alguém se torna cristão, não está livre do pecado, mas deve buscar ao máximo uma vida longe do mal.
A pergunta mais comum feita ao músico é: Como você pode tocar em um grupo que apresenta títulos de músicas como "Number Of The Beast" (número da besta)? Nico afirma que a canção é sobre uma história que se encontra no livro das revelações. Um dos maiores truques do Diabo é fazer você acreditar que ele não existe, justifica o baterista.
Nico McBrain é um exemplo incrível de conversão de músicos que, pela própria natureza da profissão, lidam com uma série de fatores que muitas vezes os afastam de uma vida ao lado de Deus. Shows, fãs, turnês exaustivas e o universo das drogas e comportamentos promíscuos, muitas vezes associados ao estilo de vida dos roqueiros. Sua vida cristã se iniciou nos meados do ano 2000, quando em companhia de sua esposa rebecca, Nico converteu-se ao cristianismo na Igreja de Spanish River perto de sua casa em Boca raton (Florida). segundo relatos do baterista, sua esposa orava por ele há bastante tempo e ao entrarem os dois na igreja, Nico teria chorado e ouvido um chamdo de Deus. Em depoimentos posteriores, disse: "sentei-me a pensar, não bebi nada ontém, porque não consigo manter-me em pé" e eu tinha uma fervente relação com Jesus a acontecer no meu coração.
A revista ele declarou: "Pois eu entendo, e a maioria dos cristãos entendem, que o pecado é o domínio do Diabo e o último pecado é a morte, mas nós temos um caminho a ser seguido, e é ai que a fé e o cristianismo entram em cena, algumas vezes eu já tive a oportunidade de conversar com as pessoas sobre a minha fé e sobre o que sinto, e talvez seja a maneira que o bom Deus esteja trabalhando comigo". Nico McBrain é um dos exemplos de músicos que se entregaram nas mãos do nosso Senhor.

Veja o resto da entrevista do baterista do Iron Maiden abaixo:


Entrevista realizada por Geoff Martin, do site Canada.com.

-Sobre o novo CD, “A Matter of Life And Death”: “Este álbum é um passo a frente de tudo o que já fizemos, na minha opinião. Eu conheço algumas pessoas que não concordam com isso, mas eu não ligo, você pode enfiar essa opinião naquele lugar, eu não ligo a mínima.”
-Sobre a ascendência da banda desde que Bruce Dickinson retornou ao grupo: “Desde que Bruce voltou, parece que voltamos ao início dos anos 80, onde tínhamos essa formação. Nos meados dos anos 80, as pessoas falavam que estávamos no auge de nossas carreiras. Bem, isso foi naquela época, mas hoje é que estamos no auge de nossa carreira, de verdade, pois atingimos um círculo completo, e estamos fazendo tudo novamente com as mesmas pessoas.”
-Sobre o processo de gravação de “A Matter of Life And Death”: “Normalmente, Steve Harris (baixista) e eu temos essas enormes discussões durante o processo, seja de composição ou de gravação do álbum, mas desta vez nós não fizemos isso. Apenas conversamos, entende? Steve disse, ‘Hey, você percebeu que não tivemos ainda nenhuma discussão neste álbum?’ Nós ainda tínhamos quatro lados-B para gravar, e eu disse, ‘Steve, espera um minuto, nós ainda temos outro dia no estúdio, ainda pode acontecer!”
“Eu diria que qualquer coisa que gravamos, nós nos orgulhamos de poder realmente reproduzir aquilo ao vivo.”
“No final do dia, o fã que compra aquele álbum consegue discernir bastante as coisas, ele vai para um show para estar na frente da banda ou do artista solo, seja quem for, e ele vai pensar, ‘hey, aquilo não soou muito bem, está uma m****! Entende?"
-Sobre a sua conversão ao Cristianismo, que ele diz que aconteceu em 1999: “A pergunta mais comum que as pessoas sempre fazem é, ‘Como você pode tocar ‘Number of the Beast?’ Bem, espera aí, é apenas uma história. Se você olhar no Livro das Revelações, vai estar tudo lá, toda essa raiva, todo esse negócio. E isso, foi uma música escrita a partir de um pesadelo que Steve teve.
“E a minha opinião é que um dos maiores truques que o Diabo já fez é fazer você acreditar que ele não existe. Eu posso dar um tapinha no ombro das pessoas e falar, ‘Eu não estou glorificando-o – se eu estivesse eu não seria Cristão.”
“Pois eu entendo, e a maioria dos Cristãos entendem, que o pecado é o domínio do Diabo e o último pecado é a morte, mas nós temos um caminho a ser seguido, e é aí que a fé e o Cristianismo entram em cena. Algumas vezes eu já tive a oportunidade de conversar com as pessoas sobre a minha fé e sobre o que eu sinto, e talvez esta seja a maneira que o bom Deus esteja trabalhando comigo.”
“Por ainda ser possível estar em uma banda tão grande, onde pessoas pensam que somos demoníacos ou Satânicos, a maioria das pessoas que nos conhecem e possuem um mínimo senso e inteligência, sabem que isso não é verdade. Não é necessário ser um Einsten para escutar os nossos álbuns e escutar as letras das músicas para entender o que está acontencendo.”
“Okay, então Eddie é o mascote da banda, certo? E ele é... meio que... bem, ele é um demônio, você sabe! Ele é o que você quer que ele seja, entende? Digo, escute isso, olhe para o número da Besta, aqui está ele, o mascote do Demônio! Mas você sabe, nós não estamos glorificando Eddie como um demônio. Ele é apenas.... um personagem de desenho.
“Mas pessoas podem olhar e falar, ‘espere um minuto, Nicko, como você pode dizer que é Cristão, e estar tocando numa banda que tem esse tipo de coisa acontecendo?
“Quando você se torna Cristão, você não se torna livre dos pecados, a idéia é pecar o menos possível. Somos todos pecadores, nunca estaremos limpos até o dia que o bom Deus estará na nossa frente para nos julgar. Eu tento viver a minha vida, eu realmente caio as vezes, e o ocasionalmente eu caio muito profundamente e eu tenho que me ajoelhar e implorar por perdão. Não é uma coisa fácil, não é para ser mesmo.”
-Sobre um suposta tentativa de converter os seus amigos de banda para a sua fé: “Nós já tivemos algumas incríveis conversas bem profundas entre nós. Não posso dizer a você que estou tentando converter todos esses caras da minha banda para serem Cristãos. Eu os estou levando pelo meu caminho, e se eles escolherem seguir os planos de Deus como está na Bíblia, isso é por conta deles. Eu digo para todos eles, entende, na minha crença, no momento, se você se vira para o salvador Jesus Cristo, você terá uma vida eterna no Céu com ele!... Nós não falamos sobre isso todas as vezes que estamos juntos, mas já tivemos algumas incríveis conversas durante esses anos.”
“Eu realmente oro para o Senhor por ainda ser possível estar nessa banda, e as bênçãos que nós todos temos por poder fazer esse tipo de música, e ainda estar por aí virando a cabeça de garotos que falam, ‘Cara, esses caras podem tocar! Eles podem ser uns velhacos, mas escute isso!”.

Sou um Pastor fora de moda!

Sei que pode parecer um papo meio "down", mas quando começo comparar minha vida pastoral com os parâmetros para julgamento no meio evangélico, sinceramente, não sou nem de longe um pastor de sucesso.
Na verdade, algumas vezes, me sinto tentado a ser como alguns figurões celebrados que aparecem sempre bem vestidos, sorrindo, sem a mínima manifestação de que tem alguma dificuldade no ministério. Fico tentado a começar a pregar o que as pessoas querem ouvir, me sinto tentado a permitir que se cante na igreja qualquer coisa que estiver “bombando” nas paradas de sucesso gospel. Há como seria bom um ministério onde ao menor rumor de problemas ou reclamações eu conseguisse sacar aquela famosa frase “cuidado não toque no ungido do Senhor”, e tudo se resolveria.
Não me preocuparia com ajustes financeiros, pois a cada necessidade eu diria que: “precisamos ajudar a igreja a saldar algumas dívidas” ou "temos que levantar fundos para missões", fingindo que as minhas despesas e as da igreja são a mesma coisa. Quando não quisesse ver ninguém, pediria pra algum comandado dizer que eu tinha me isolado para jejuar e orar e que não podia sofrer interferências.
Mas continuo sofrendo porque reconheço os meus erros, sei que não sou “nem melhor e nem pior”, posso ser diferente, ou seja, fora dos padrões "normais" de ser pastor e quantas vezes posso pensar, falar, agir de maneira que venha desagradar a Deus. Quantas vezes clamo diante de Deus: “Senhor, se é com tanta dificuldade que luto para viver o evangelho como posso servir de guia para tantas pessoas? E Senhor eu quero ser o que tu queres que eu seja!”.
Reconheço que algumas vezes, cheguei a pensar em desistir do ministério porque quando ligo a televisão, quando faço alguma pesquisa na internet, vejo páginas sociais, facebooks, orkuts...fico abismado com tantos ministérios que ajuntam pessoas, que foram tão bem "doutrinadas", adestradas a achar que estão no caminho certo, que seguem seu líder como se fosse um deus, que até a maneira de falar e pensar (mesmo que sejam heresias) é a mesma e ai que você fale alguma coisa contra...m.i.s.e.r.i.c.ó.r.d.i.a.!! Comprou briga, e não adianta mostrar na Bíblia que estão errado, você pode ser chamado de anti-Cristo. Ah! Isso sim é "O" pastor!!! Chefe de torcida e macaco de auditório perde longe: – Levanta a mão – põe a mão na cabeça – fala pro seu irmão – diz amém – diz graças a Deus! Chora, ri, cai no chão, rola, fingi de morto,
Não sei se faltei a esta aula, mas não consigo fazer isso...
Mas hoje eu volto para o mesmo consolo que Paulo teve “a minha graça te basta”. Reconheço sim que sou pecador! Reconheço que nos tais "padrões" atuais de pastores, apóstolos, patriarcas...eu sou bem ultrapassado e limitado. Não tenho coragem de dar ordens a Deus, e nem de marcar a agenda dele dizendo para o povo: “Venha hoje à noite, o seu milagre, a sua benção está aqui em minha igreja!”,"Grande avivamento e derramar de Deus!" (como se isso fosse determinado por nós)...E depois se nada acontecer!! A culpa não foi minha, foi do povo que não está "conectado", na visão, na benção, no manto, no miXtériooo!!.
“Até que entrei no santuário...” Continuo sendo um pastor fora de moda, mais prefiro pregar a Cristo crucificado por minha culpa, que ressuscitou para me salvar, falo do inferno e do céu, falo de arrependimento de pecados mesmo que isso não esteja na moda. Mais como sou ultrapassado como pastor as pessoas vão entender que eu não consegui evoluir, permaneço cativo ao passado, lá no tempo do Novo Testamento falando de coisas que hoje não fazem mais sentido.
Continuo lutando para servir a Deus. Sei que o sacrifício de Cristo é eficaz. Também sei que antes importa agradar a Deus do que a homens. Por isso sigo, os "antigos" e "ultrapassados" ensinamentos de Jesus, como orar, jejuar, pregar, com quem andar, discipular, amar, perdoar, ser amigo, justo, respeitar, ser humilde, leal, fiel, não discriminar, etc...por isso me acho tão fora de moda!!

Com Ele, por Ele e para Ele,
Abraços...
JL Andrioli.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Guti! Guti! Bebê, mas está na hora de crescer!!

"De fato, embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite, e não de alimento sólido! " Hebreus 5:12-13
Bom, confesso que estava com uma vontade hoje, de escrever um texto totalmente inspirador, de adoração a Deus da forma mais linda que eu pudesse.Esse era o MEU desejo, e não o do Senhor.Eu ainda pestanejei em trazer novamente um texto de exortação,mas não teve jeito, não tive como fugir.E aqui estou, falando sobre gente imatura espiritualmente.É pessoal, vocês pensam que é fácil né? Chegar aqui e sair escrevendo tudo o que me vier a cabeça? Bom,não é bem assim.
Tem gente que pensa que maturidade espiritual vem com o tempo.Não,isso é um terrível engano.Não confunda maturidade emocional com espiritual.O tempo ao qual você esta na igreja não determina o seu nível de maturidade espiritual.É certo que,uma pessoa que acabou de se converter não entenderá e nem saberá tanto quando uma que já esta a anos vivendo e convivendo com a Igreja de Cristo.Porém,muitos que vão aos cultos e se dizem cristãos a anos,sabem menos do que os que frequentam a pouco.O tempo não determina isso. VOCÊ determina.
"Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal. "Hebreus 5:14
Logo depois do versículo de base desse texto,continuando a leitura,no versículo 14 uma coisa que é bem explicita é que,as pessoas que por exercício constante é que se tornaram aptas para discernir as coisas boas das más.Ou seja,o exercício constante de buscar a Deus,orar,jejuar,e ler a Palavra Dele.E isso só se dá a pessoas que estão verdadeiramente dispostas a ter um relacionamento intimo e diário com o Senhor.Muitas pessoas acham que ler a Bíblia todos os dias,orar e jejuar é "coisa de Pastor e missionário" que é coisa de "radical" e que "crentes normais,as pessoas em geral" não fazem isso.Amigo, você esta enganado duplamente.
"Portanto, deixemos os ensinos elementares a respeito de Cristo e avancemos para a maturidade, sem lançar novamente o fundamento do arrependimento de atos que conduzem à morte, da fé em Deus, " Hebreus 6:1
Essas pessoas as quais alguns chamam de "radicais" por quererem viver TODA a verdade da Palavra de Deus,sem tirar nem por,são os "adultos que se alimentam de coisas sólidas" ao qual Paulo se refere em Hebreus.Querido,saia dessa mornidão de querer só ir a igreja aos domingos achando que assim você vai se aproximar suficientemente do Senhor ao ponto de se achar maduro espiritualmente pra entender certas coisas, e até querer JULGAR sem ter poder nenhum pra isso.
"Queremos que cada um de vocês mostre essa mesma prontidão até o fim, para que tenham a plena certeza da esperança,de modo que vocês não se tornem negligentes, mas imitem aqueles que, por meio da fé e da paciência, recebem a herança prometida. " Hebreus 6:11-12
Já é tempo de crescer e de vencer.Esta na hora de abrir os olhos pra verdade que está na frente de vocês, e não depende do seu pastor ou da sua igreja.Depende de você dedicar sua vida inteira a Deus e não só uma parte.Depende de você querer buscar a Deus por AMOR e não por MEDO,porém sempre tendo temor ao nosso Deus.Depende de você odiar o pecado e se arrepender.
Amigo(a),só depende de você!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Igreja: 10 coisas que odeiam em você

Li essa semana um adesivo de um carro bastante interessante que revela o quanto a igreja esta em baixa nos últimos tempos: ODEIO A IGREJA, NÃO JESUS!

A lista abaixo relacionada é direcionada à igreja institucional, à igreja-empresarial, ao clube de entretenimento, assim falsificada e vendida ao poder temporal. Não me refiro absolutamente à igreja verdadeira, ao remanescente fiel que muitas vezes está contido nessa igreja caricata dos nossos dias.
Compartilho aqui o sentimento de inconformação de Davi quando disse a Deus:
Não aborreço eu, Senhor, os que te aborrecem? E não abomino os que se levantam contra Ti? Aborreço-os com ódio consumado, para mim são inimigos de fato.

O que levam as pessoas a odiarem as igrejas dos nossos tempos?
(tratarei aqui a igreja (instituição) na 1ª pessoa)

1. A PRETENSÃO OSTENSIVA de tu te veres superior a tudo e a todos, e com esse orgulho besta, deixas de ser reconhecida como voz de Deus e agência do Reino no mundo. Ao contrário, deverias te afastar pra bem longe dessa vaidade luciferiana e cair em si, voltando a servir humildemente ao mundo ao qual foste enviada.

2. QUANDO INFLEXÍVEL, IMPÕES O DETESTÁVEL LEGALISMO COMO FORMA DE CAMINHADA CRISTÃ com regras insuportáveis que mantém teus membros eternamente cativos a infantilidade na fé, ao invés de conduzi-los à maturidade cristã que alcança a essencial liberdade consciente e anda maduramente nas pegadas de Jesus de Nazaré.

3. A CEGUEIRA REDUCIONISTA que não discerne claramente o Reino além de tuas limitadas fronteiras, expandindo a visão para ver e aceitar outras formas de expressão, de serviço cristão, de culto e de obras que também glorificam a Deus e contribuem para a expansão do Reino na terra.

4. A FORMA DE JULGAR SUMARIAMENTE as pessoas, se são merecedoras do céu ou do inferno, como se coubesse a ti essa prerrogativa divina de seleção. Deveria tu saber que essa é uma ação exclusiva de Deus.

5. A DISCIPLINA CORRETIVA que sempre exclui e joga fora todo aquele que desgraçadamente tropeça por algum motivo, levando invariavelmente o “disciplinado” ao abandono, e ferido, a morrer a míngua.

6. A FORMA ANTIBÍBLICA DE EVANGELIZAR, definindo prazo de mudança para as pessoas ”aceitarem Jesus”, exigindo uma conversão urgente e superficial baseada na adequação compulsória às regras de teus usos e costumes, e não na radical soberana transformação do Espírito Santo, de dentro para fora, e no livre tempo de Deus.

7. A VISÃO MISSIONÁRIA/ EVANGELÍSTICA DISTORCIDA que em nome do “ide” retira as pessoas de suas áreas de convivência na sociedade onde exerciam posições estratégicas para alcançar seus semelhantes, para mantê-los circunscritos à área do templo, transformando-os em pessoas inativas ou em obreiros alienados que desconhecem o que se passa no mundo que os rodeiam.

8. O ABUSO DE PODER arrastando milhares de PESSOAS SINCERAS, frágeis, crédulas, simplórias, despreparadas e desavisadas à exaustão, ao esgotamento, ao sofrimento, à decepção, e a se sentirem absolutamente usurpadas física, emocional, material e espiritualmente. Essas pobres vítimas do teu poder abusivo se tornam amargas e refratárias para o Evangelho para sempre, fechadas para qualquer possibilidade de pensarem em Deus ou em coisas relacionadas a ti.

9. A FORMA IMORAL COM QUE TEUS LÍDERES LIDAM COM AS FINANÇAS, manipulando o dinheiro que entra em teus cofres de forma irresponsável, desonesta, revelando que são subjugados pelo deus Mamon. Reproduzes pastores que amam posição, poder, e o dinheiro, tornando-os cheios de avareza e de ganância. ISSO TEM CAUSADO GRANDES ESCÂNDALOS E DANOS IRREVERSÍVEIS PARA O EVANGELHO, E TU ÉS DIRETAMENTE RESPONSÁVEL POR ISSO!

10. E por último, quando JULGA, ASSEVARANDO QUE FORA DE TI, AS PESSOAS NÃO PODEM SOBREVIVER. Faltando com o respeito e discriminando outras religiões e os que de ti se desviaram. Saiba que existem milhões de pessoas que nunca adentraram em teus átrios e mesmo assim oram, têm temor, discernimento, maturidade, ética, moral e dignidade, muitas vezes, mais apurados que teus pobres membros pretensiosos.

Sobretudo, há uma forma difícil, dolorida, mas possível, que pode mudar radicalmente esse quadro sombrio: TENS QUE PASSAR PELO PORTAL DO ARREPENDIMENTO.
Como diria Jesus, Lembra-te de onde caíste e arrepende-te...

Breve Dicionário Neoevangélico

CONFORME A NOVA VISÃO DE ALGUMAS E ATUAIS IGREJAS, SEGUE O NOVO DICIONÁRIO CRENTÊS, se atualizem!!! (hahahahahahahahaha!!!)

Fé - Crer absolutamente naquilo que o pastor/apóstolo diga

Amor - Atender o chamado do líder de louvor e dizer para a pessoa ao seu lado: "Eu te amo em Cristo Jesus"

Promessa - Carro, casa, dinheiro

Evangelismo - Mandar alguém ir à igreja

Adorar - Chorar durante horas cantando algum tipo de música lenta e repetitiva

Fidelidade - Qualidade mostrada no ato de dizimar/ofertar mensalmente

Levita - Pseudo-músico que se acha superior aos demais por cantar/tocar

Perdão - Ficar fora de comunhão durante um tempo variável de acordo com o pecado

Comunhão - Não ter ninguém te acusando ou falando a seu respeito

Profeta - Expert em leitura corporal e oratória

Deus - O cara responsável por abençoar quando mandado

Espírito Santo - Ser que faz as pessoas caírem e receberem novas unções

Jesus - Um cara que fez o oposto do que deve-se fazer

Inferno - Lugar para onde os que não tem salvação irão

Diabo - O culpado por tudo de ruim que aconteça

Esperança - Ser tão rico e "abençoado" quando os apóstolos da TV

Salvação - Alcançada indo à igreja e sendo fiel (vide fidelidade)

Unção - Algo que se recebe para se sentir superior aos outros

Abençoado - Ser cabeça e não cauda

Pecado - Infração cometida contra a igreja e variável contra o seu líder

Igreja - Templo luxuoso que exige fidelidade para sua manutenção

Visão - Manter o luxo: aluguel, carrão, roupas de griffe, perfumes, etc...do líder

Missões - Arcar com os custos das viagens do líder

Jesus em um culto de uma igreja evangélica!!??

Jesus em uma igreja de Torres!!??
(mas poderia ser na sua cidade)

Foi um encontro inusitado. Veraneio. Jesus estava passeando pelas ruas de Torres, passou pela rodoviária perto da Lagoa do Violão, bem ao lado do Supermercado Nacional, aquela multidão, ninguém o reconheceu. Desceu até a Barão e em frente a Vosso Pão (achou sugestivo o nome) viu um jovem a passos largos, bíblia embaixo do braço, se aproximou:
- Olá rapaz! Jesus aborda o jovem que apressa ainda mais o passo.
- Olá moço. Desculpe, estou com pressa. O jovem demonstrou desgosto pela interrupção do estranho.
- Tudo bem, eu que me desculpo pela interrupção. Jesus conhecia os seus pensamentos. Você está indo a algum lugar especial?
- Estou indo para a igreja!
- Indo à igreja?!!
- É! Frequento a Igreja Pentecostal Apostólica do Derramar dos Milagres de Jesus... Bah, eu estou com pressa, o culto já começou, dá para dar licença. O jovem quase começa a correr, tentando se esquivar daquela situação desagradável com aquele estranho, barbudo de cabelos compridos. Afinal alguém que aborda o outro na rua, não deve ter boas intenções.
- Igreja ...Pente... (imagine a cara de Jesus nesse momento). Posso ir com você?
- Ãããã... Vamos, não tem problema. Mas ai se alguém perguntar você fala que frequenta a meu culto no lar.
- ...
Já na entrada do templo ambos são recebidos por um diácono que prontamente indica um local com cadeiras vazias.
- Quem é? Jesus pergunta apontando o diácono com a cabeça.
- É o Diácono Zezinho.
- Ahhhh. Ele que cuida dos pobres e zela para que na igreja não tenha nenhum necessitado?
- Hein???? O Zezinho? Ele é diácono, não a Madre Tereza. Fica quieto senão ele vem aqui. Bah, nunca veio em uma igreja não? Senta ai...
- Na verdade ir a igreja é um conceito novo para mim, sempre preferi fazer parte do Corpo. Mas e você, como anda sua vida? O que...
- Psssssiiiuuu. O jovem interrompe bruscamente a conversa. Fica quieto ai! O apostolo tá pregando lá, tá vendo não?
- Apostolo? Eu nunca vi este homem!! Eu nem escolhi ele para ser meu apostolo!! E aqui não é a igreja? O local onde se reúnem os filhos de Deus? Onde a família do Pai celestial se junta em um só coração, compartilham suas vidas necessidades, se ajudam mutuamente?
- Brother, de que planeta você veio hein??? Aqui é igreja, tá viajando? A gente vem canta uns louvores, escuta a palavra do apostolo, dá a oferta, dizimo e vai embora. O jovem acha graça daquele estranho, com idéias totalmente novas e desconhecidas.
- Mas e quando vocês conversam?
- No fim do culto...se der tempo! Tchê, vou acabar com problemas por causa dessa conversa. Sou aspirante e o Zezinho tá me filmando lá da porta.
- Então quando acaba o culto é que a igreja se relaciona? O culto não é o momento no qual o meu ... o Corpo de Cristo manifesta a graça do Espirito? Um tem salmos, outro ensino, outro revelação... e todos falam para edificação mútua?
- Vééééiiii. De onde você tira essas idéias malucas? Para você falar algo tem que ter 12 discípulos, ai se candidata a aspirante. Quando for promovido a líder pode falar nos cultos. Olha, pelo menos fala que frequenta o meu culto no lar viu?? Você já me queimou mesmo com essa falação toda. Se ficar de boa eu te levo para conhecer meu líder ai você fala essas paradas com ele.
- Então, nos cultos nos lares vocês compartilham suas necessidades, dons e graça do Espírito?
- Hahaha... mazáááá... você é muito engraçado, nos cultos nos lares é para ganhar mais pessoas para igreja!!!! É o Tamú juntu
- Ganhar... para igreja? E depois, o que fazem com quem vocês dizem que ganharam?
- A gente põe eles para frequentar aqui...dãããã... virar dizimistas, fazer cultos em outros lares, lógico!
- Entendo, foi bom falar contigo. Jesus se levanta no meio da palavra e estende a mão ao jovem.
- Ué não vai assistir ao culto?
- Não, obrigado, não sou muito de assistir... vou lá fora cultuar.

O jovem fica triste, pois Jesus saiu antes do apelo e ele viu que perdeu a oportunidade de levar mais um para seu culto no lar para fazer número e mostrar que um dia pode ser um grande líder. Após o término do culto, passando perto do Pit Stop, ele vê Jesus, sentado, cercado de pessoas de má índole e estava conversando alegremente.
Então o jovem cheio da “unção” do culto avivado não consegue se segurar:
- Owwww, você não disse que ia sair da igreja para cultuar??? O que está fazendo então cercado desses mundanos pecadores????


Não leve essa história a sério. Afinal todos nós sabemos que para Deus o que eu faço e o que você faz não é nenhuma novidade! Ele conhece os nossos reais motivos, desejos e anseios, pois " SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces. Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos." (Salmos 139 : 1 ao 4 e 23)

Uma ótima semana
...e vai que realmente você encontra com Ele a caminho da sua igreja!!

Abraços.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

O maior pregador da era moderna!

Resumo sobre o Pastor Billy Graham,

William Franklin "Billy" Graham Jr (Charlotte, 7 de Novembro de 1918) é um pregador  norte-americano. Foi conselheiro espiritual de vários presidentes americanos. Foi ainda o mais proeminente membro da Convenção Batista Sulista dos EUA. Graham já pregou pessoalmente para mais pessoas do que qualquer pregador da história ao redor do mundo. De acordo com a sua equipe, a partir de 1993, mais de 2,5 milhões de pessoas tinham "Um passo à frente em suas cruzadas para aceitar Jesus Cristo como seu Salvador pessoal". A partir de 2008, a audiência de Graham's lifetime, incluindo rádio e televisão, superou 2,2 bilhões.
- Ministério
Após graduar em Wheaton, Graham foi co-fundador da Youth for Christ (Mocidade para Cristo) junto com o evangelista Charles Templeton. Ele viajou como evangelista por todo os Estados Unidos e Europa levando os ensinamentos cristãos. Graham planejou uma série de missões em Los Angeles em 1949 e as missões levaram 8 semanas, mais do que o planejado que eram 3 semanas. Ele liderou as missões em Londres que duraram 12 semanas, e uma missão na cidade de Nova York na Madison Square Garden em 1957 que durou 16 semanas. Do começo até o fim do seu ministério, Graham desfrutou de uma reputação privilegiada devido às suas cruzadas serem feitas em lugares onde outros evangelistas consideravam impossível. Durante a Guerra Fria, Graham falava a grandes multidões em países da Europa Oriental e na União Soviética. Durante o Apartheid, Graham foi constantemente recusado à visitar a África do Sul, até que o governo finalmente permitiu que pudessem fazer a cruzada. A primeira cruzada de Graham na África do Sul ocorreu a partir de 1973. Ele usou a cruzada para denunciar o Apartheid ocorrido no mundo. Graham foi um dos poucos pregadores que conseguiram falar na Coréia do Norte. Graham se opôs a segregação racial durante os anos 1960 e pagava fiança de Martin Luther King, sempre quando era preso nas cadeias do sul dos Estados Unidos durante a era dos direitos civis nos anos 1960.
Em 14 de Setembro de 2001, após os ataques de 11 de Setembro, Graham organizou um culto na Washington National Cathedral (Catedral Nacional de Washington) a pedido do presidente George W. Bush e de outros líderes políticos dos Estados Unidos. Graham foi ministro de vários presidentes, sendo responsável pelo culto religioso por um funeral presidencial e um enterro presidencial. Graham presidiu os serviços funerários do ex-presidente Lyndon B. Johnson em 1973 e tomou parte no funeral do governador texano John Connally, que foi um grande amigo de Lyndon Johnson e que se feriu no assassinato do presidente John F. Kennedy.
Em Junho de 1993, Graham realizou dois cultos funerários oficiais em menos de um mês: primeiro foi o funeral de de John Connaly e uma semana depois, o da primeira-dama Pat Nixon.
Ele realizou também o culto funerário de Richard Nixon em 1994. Devido ao mal de Parkinson, Graham ficou incapaz de comandar o funeral de estado de Ronald Reagan em 11 de Junho de 2004 que foi substituído pelo reverendo John Danforth que é senador republicano do estado do Missouri, e recebeu a sugestão de uma possível substituição para comandar os próximos funerais de estado americanos, aconselhado pelo ex-presidente George H. W. Bush. Devido à problemas de saúde, Billy Graham não pode celebrar o culto do funeral de estado do ex-presidente Gerald R. Ford em Washington em 2 de Janeiro de 2007.
- Cruzadas
Billy Graham junto com Richard Nixon em 28 de Maio de 1970 em uma das suas cruzadas Em suas chamadas "cruzadas", eventos evangélicos de massa que organizava desde 1948 em estádios, parques e outros locais públicos, Billy Graham já alcançou uma audiência direta de quase 210 milhões de pessoas em 185 países. O foco de seus sermões geralmente é "Jesus Cristo é o único Caminho de Salvação."
A primeira "cruzada" feita com sucesso ocorreu na Austrália, em 1959. Esta cruzada foi considerada o início da evangelização em massa na história australiana e teve efeitos consistentes no crescimento do protestantismo em todo o mundo, tendo como conseqüência uma criação de numerosas igrejas em um período de 15 anos.
A partir de 1949, Graham sai da obscuridade devido a influência dos dois principais jornalistas americanos da época, William Randolph Hearst e Henry Luce. O interesse de Hearst em Grahan permanece um mistério, porque ambos nunca se encontraram. Muitos acreditam, entretanto, que as falas patrióticas do pastor vieram ao encontro do pensamento anti-comunista de Hearst. O fato é que, depois de ter visto uma de suas cruzadas em Los Angeles em 1949, William Randolph Hearst enviou um telegrama aos editores do jornal com a seguinte mensagem: "Puff Graham"(promovam Graham), e o resultado foi o aumento da exposição da mídia que causou ao evento uma duração de 8 semanas - 5 semanas mais longa do que o planejado. Já Henry Luce definiu seu apoio ao colocar Billy Graham como capa da revista Time em 1954.
Em 24 de Junho de 2005, Billy Graham iniciou o que seria a sua última cruzada pela América do Norte, no Flushing Meadows Park emNova York. Mas em Março de 2006, Billy Graham organizou o "Festival da Esperança", junto com o seu filho, Franklin Graham. O festival organizado em Nova Orleans, tinha como objetivo a recuperação da cidade depois da passagem do Furacão Katrina. Mais de 1.360 pessoas foram convertidas durante o evento, que foi apoiado nas 215 igrejas em volta da aérea metropolitana de Nova Orleans.
Encontrou-se com o Papa João XXIII em 1963, retornando ao Vaticano, em janeiro de 1982. Para alguns grupos de evangélicos estas visitas aos papas são até hoje interpretadas como atos de apostasia, bem como os seus posicionamentos mais flexíveis dentro da doutrina cristã.
Após a doença do pai, Franklin Graham cuida da instituição e das cruzadas e seu filho , Will Graham, organiza cruzadas entre os jovens. As cruzadas não tem lugar específico, podendo ser em uma larga avenida, estádio, parque ou na rua. Graham conseguiu organizar um "exército" de mais de 5 mil pessoas formando um gigantesco coral que cantam músicas, convidando as pessoas a participar.
- Medalhas e honras
Billy Graham recebeu Congressional Gold Medal (Medalha de Ouro Congressista); o prêmio Templeton Foundation Prize for Progress in Religion (Prêmio Fundação Templeton para o progresso da religião); o Prêmio Sylvanus Thayer para o compromisso do "Cargo, Honra e País" e o prêmio Ronald Reagan Presidential Foundation Freedom Award(Prêmio Fundação da Liberdade Ronald Reagan) pelas contribuições para as causas da fé e da liberdade.
Graham recebeu o prêmio Big Brother of the Year Award (Prêmio Grande Irmão do Ano) pelo o seu trabalho em nome do bem-estar das crianças. Ele foi citado no George Washington Carver Memorial Institute (Instituto Memorial George Washington Carver) pela suas contribuições as relações entre os povos.
Em 1999, Graham foi introduzido no Hall da Fama da música Gospel[ pelo seu incentivo à carreira de diversos artistas deste segmento.
Em Dezembro de 2001 foi presenteado com a honraria Knight Commander of the Order of the British Empire (Comandante Fidalgo da Ordem do Império Britânico), pela suas contribuições internacionais civis e religiosas durante os 60 anos. Ele foi reconhecido pela Anti-Defamation League (Liga Anti-Difamatória) e a National Conference of Christians and Jews (Conferência Nacional dos Cristãos e Judeus) pela sua dedicação para um melhor entendimento de todas as religiões.

Pastores: Segundo o Coração de Deus ou segundo seus umbigos!

Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e inteligência. Jeremias 3:15
Introdução: Ultimamente tem surgido clamores de igrejas, tanto da Alemanha, Rússia e do Brasil, onde o procedimento de vários pastores é completamente contrário aos princípios da Palavra de Deus. Por esta razão faz-se necessário uma exposição resumida dos princípios Bíblicos quanto a esta questão, bem como verificar os procedimentos que a Palavra de Deus aprova ou condena.

1. Princípio Bíblico de Liderança.
Em primeiro lugar, a palavra pastor nunca aparece na Bíblia como sendo uma profissão, e sim, como um ministério. Em Atos 20:17 e 28 aprendemos que os presbíteros da igreja deveriam pastorear o rebanho. Pastorear não é exercer um cargo. e sim cuidar do estado espiritual daqueles que foram salvos por Cristo Jesus.
Em segundo lugar, o Novo Testamento não conhece um sistema onde uma só pessoa tem essa responsabilidade, que sempre era atribuída a vários presbíteros. Atos 20:17 “De Mileto mandou chamar os presbíteros da igreja”. E a estes presbíteros Paulo falou: Atos 20:28 "Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu Bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue," Atos 14:23 "E, promovendo- lhes em cada igreja a eleição de presbíteros (plural) depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido" Tito 1:5 b ". .. bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi."
Notamos em todas estas passagens que o Novo Testamento ensina que cada igreja deve ter vários presbíteros (Líderes) e que eles em conjunto tem a responsabilidade de pastorear o rebanho de Deus.
Naturalmente numa igreja nova isto levará alguns anos até que a igreja tenha vários presbíteros, porém este sempre deve ser o objetivo. O Novo Testamento desconhece totalmente um sistema onde um pastor tem o comando e os outros tem a obrigação de obedecer, na igreja de Cristo.
Evidentemente haverá a necessidade de um dentre, os presbíteros, dirigir o planejamento mas a responsabilidade pastoral recai sobre todo o presbitério. Atos 20:17 e 28. Veremos mais adiante como o desejo de exercer o comando sobre todos os outros é carnal e anti bíblico.
As diferenças entre uma liderança dentro dos princípios bíblicos e dentro dos princípios egoístas e carnais são explicadas com bastante detalhes, tanto no Velho como no Novo Testamento. Queremos fazer uma comparação entre os dois tipos de pastores.

2. Pastor segundo o coração de Deus.
Já mencionamos que pastorado não é profissão - é ministério. Quando Jesus designou o apóstolo Pedro para pastorear o rebanho, não perguntou das suas habilidades profissionais, e sim "amas-me mais do que estes outros? " João 21:15-17. Quem ama a Jesus, também amará aos que foram resgatados por Jesus e os tratará como Jesus os tratou.
Vamos ver algumas das características do pastor segundo o coração de Deus.
Primeira característica: Auto entrega. "O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas". João 10:11. Este foi o exemplo que Jesus nos deu. O apóstolo Paulo nos dá um exemplo de como se age com pessoas, mesmo cheio de problemas - e até fazendo oposição ao ministério, como foi o caso dos coríntios. A estes Paulo escreve: "Eu de boa vontade me gastarei e ainda me deixarei gastar em prol das vossas almas. Se mais vos amo, serei menos amado?" II Coríntios 12:15. O pastor segundo o coração de Deus não tem pena de si - ele se entrega e se gasta em beneficio das ovelhas de Cristo.
Segunda característica: Preocupação com a restauração de cada um individualmente. A parábola da ovelha perdida nos mostra este fato: "Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não deixa para ele nos montes as noventa e nove, indo procurar a que se extraviou? E, se porventura a encontra, em verdade vos digo que maior prazer sentirá por causa desta, do que pelas noventa e nove, que não se extraviaram. Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos." Mateus 18:12-14. Qualquer pastor segundo o coração de Deus fará de tudo para recuperar pessoas que estão se afastando do rebanho.
Terceira característica: O pastor segundo o coração de Deus não se coloca em evidência, e sim, prega a Cristo: “Porque não pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor, e a nós mesmos como vossos servos por amor de Jesus" II Coríntios 4:5. O pastor segundo o coração de Deus sempre ha de se considerar um servo, dando toda a honra a Cristo Jesus.
Quarta característica: O pastor segundo o coração de Deus não age como dominador sobre o rebanho, antes serve como exemplo: ". . . nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes tornando-vos modelos do rebanho”. I Pedro 5:3. O bom pastor anda na frente do rebanho. como o seu exemplo e as ovelhas o seguem.

3. Pastores infiéis
A Bíblia nos fornece muitos elementos pelos quais se pode reconhecer o abuso neste ministério - tanto no Velho como no Novo Testamento.
Quais são as características de um "pastor” infiel?
Primeira característica: Não busca ao Senhor para saber a sua vontade: "Porque os pastores se tornaram estúpidos e não buscam ao Senhor; por isso não prosperam, e todos os seus rebanhos se acham dispersos. Jeremias 10:21. O "pastor” que não se orienta pela Palavra de Deus pode manter o domínio sobre o rebanho por algum tempo mas aos poucos o rebanho vai se dispersando.
Segunda característica do "pastor" infiel: Ele apascenta a si mesmo: "Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não apascentarão os pastores as ovelhas? Comeis a gordura, vestis-vos de lã e degolais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. "Ezequiel 34:2-3. O "pastor" infiel sempre está interessado em defender os seus direitos - seu salário, seu dia de descanso, sua privacidade, sua família. Gasta a maior parte do tempo cuidando de seus próprios interesses.
Terceira característica do "pastor" infiel: Ele não apascenta as ovelhas: " A fraca não fortalecestes, a doente não curastes, a quebrada não li gastes, a desgarrada não tomastes a trazer e a perdida não buscastes... Ezequiel 34:4. O "pastor" infiel faz poucas visitas aos membros, deixa os fracos na sua fraqueza, deixa os “feridos espirituais" sem cuidar da sua recuperação e não vai atrás dos que estão se afastando. Mesmo quando procurado, sempre acha alguma desculpa para não atender aos que necessitam de cuidado espiritual. Ele não quer ser perturbado em seu descanso. Mas faz questão de um bom salário. Quando faz visitas. costuma visitar não os que necessitam, mas os que o apoiam na sua posição.
Quarta característica do "pastor" infiel: Ele exerce domínio sobre o rebanho: "Mas dominais sobre elas com rigor e dureza" Ezequiel 34:4b. O "pastor” infiel age como se fosse dono da igreja e considera a obrigação de todos os demais como sendo a mera obediência às suas ordens. Ele desobedece frontalmente a ordem de Deus: "Não como dominadores sobre o rebanho...". I.Pedro 5:3.
Quinta característica do "pastor" infiel: Ele quer ter a primazia: "Escrevi alguma cousa à Igreja; mas Diótrefes, que gosta de exercer a primazia entre eles, não nos dá acolhida." III.João 9. O "pastor" infiel, não quer ser um servo da Igreja (II Coríntios 4:5), mas quer ser um chefe na igreja. Não aceita ser um co--presbítero com os outros (I Pedro 5:1) mas quer ser um chefe-presbítero. Ele é obstinado pelo poder. E por isso não costuma ler cartas quando outros escrevem para ajudar (III. João 9) para não perder o seu domínio sobre a igreja.
Sexta característica do "pastor" infiel: Ele não dá acolhida na igreja a pessoas que não apoiam a sua ditadura: "Não nos dá acolhida" III. João 9b. Ele faz de tudo para evitar qualquer contato de membros com pessoas de fora que poderiam ajudar a igreja a retornar aos princípios bíblicos.
Sétima caraterística do "pastor" infiel: Ele difama e faz calúnias contra pessoas que tentam ajudar a igreja: ". . . proferindo contra nós palavras maliciosas" III João 10b
Ele não pode provar com a Bíblia que está certo, então procura desacreditar outros obreiros que poderiam ajudar, levantando calúnias contra eles.
Oitava característica do "pastor" infiel: Proíbe a igreja de manter contato com pessoas que não apoiam a sua posição anti-bíblica. "E não satisfeito com estas causas, nem ele mesmo acolhe os irmãos, como impede os que querem recebê-los... "III. João 10b Ele faz de tudo para isolar qualquer pessoa que poderia ameaçar o seu domínio.
Nona característica: Expulsa os insubmissos à sua ditadura da igreja: "E os expulsa da igreja". III. João 10c. O "pastor" infiel não tem a mínima preocupação com a manutenção de membros da igreja que poderiam ameaçar a sua autoridade. Não faz nenhum trabalho espiritual de recuperação, não segue os princípios de Mateus 18,15-17 -simplesmente se quer ver livre dos que não apoiam a sua posição autoritária - e os expulsa sumariamente.

4. Consequências para a igreja que tolera um pastor infiel:
Os membros se espalham: "Assim se espalham, por não haver pastor, e se tomaram pasto para todas as feras do campo. As minhas ovelhas andam desgarradas por todos os montes, e por todo o elevado outeiro; as minhas ovelhas andam espalhadas por toda a terra, sem haver quem as procure, ou quem as busque". Ezequiel 34:5-6 Numa igreja onde Cristo, o cabeça, é suibstituido por um “pastor” ditador, fatalmente o rebanho se espalhará.

5. Conseqüências para os “pastores” infiéis.
Deus vai dar termo ao seu pastoreio: "Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu estou contra os pastores, e deles demandarei as minhas ovelhas; porei termo ao seu pastoreio, e não se apascentarão mais a si mesmos; livrarei as minhas ovelhas da sua boca, para que já não lhes sirvam de pasto. Ezequiel 34:10. Um pastor ditador pode se manter por algum tempo no trono, porém o dia vem quando Deus mesmo o afastara do seu ministério.
Convém lembrar mais uma vez que toda a liderança da igreja é responsável perante Deus quando permite que se crie uma situação destas. A toda a liderança é atribuída o cuidado pelo rebanho (Atos 20:17 a 28) e cada um dará contas a Deus pelas pessoas que foram espalhadas.


Aos membros e igrejas cujos guias realmente velam pelas vossas almas quero deixar o texto de Hebreus 13:17 "Obedecei aos vossos pastores e sede submissos para com eles: pois velam por vossas almas como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não vos aproveita a vós outros”.

Aos pastores, e ou, líderes recomendo que examinem o seu ministério e se tem procedido de tal forma que, por sua causa, os membros se espalharam, que tenham a humildade de confessar o seu pecado e procurar reintegrar os que foram dispersos. Pois, conforme lemos em Hebreus 13.17 “nós obreiros, daremos contas a Deus pelas almas dos que nos foram confiados”.

E que Deus me aperfeiçoe cada dia mais a ser um pastor exemplar e fiel a obra que é D'Ele! E que a sua graça e misericórdia me sustente...

domingo, 29 de julho de 2012

Sou um Pastor Desviado!!!

Descobri que sou um pastor desvido, e para piorar sou um desviado assumido.
Não gosto de títulos, aliás acho engraçado a “briga” para ver qual denominação tem o “maior” título, antes era apenas pastor, dai ficou simples, sem graça, e “subiram” para bispo, mas hoje já existem muitos bispos, com isso ressussitarm os “apostolos”, agora já está surgindo o “patriarca” (esse deve ser chique mesmo...rsrs), e creio que o próximo será “semi deus”, pois é isso que eles pensam, são “deuses” entre simples mortais. Jesus, era apenas um bom pastor (João 10:11).
Além de não querer nenhum desses (o dia que me virem com um desses nomes, por favor me internem, será sinal de loucura total), não gosto nem mesmo de pastor, pois aprendi que título nunca fez nínguem ser, o fato de sermos é que nos faz alguém, sendo um pastor, não preciso que me chamem pelo títulos, pois as pessoas verão isso, acho hilário quando alguns pastores exigem que sejam chamados de pastor ou reverendo “fulano de tal”, penso por que será esse desejo, talvez seja a única coisa que a pessoa “conquistou” em sua vida.
Na verdade nem missionário eu gosto muito, pois creio que TODOS somos missionários, temos que ser, o “ide” é para todos, a diferença, é que eu escolhi ficar em tempo integral e ir em um outro povo falar da graça salvadora de Deus, não é porque todo o meu tempo é focado para isso que sou mais missionário ou mais santo que outra pessoa, pois é, portanto podem me chamar apenas de Jorge, Andrioli, irmão.
Confesso, dou aulas de artes marciais e me chamam de "mestre", não me sinto a vontade...Mestre!!!?? Eu?? Logo penso em Jesus... é que mestre tem que dar um baita exemplo em tudo, prefiro: professor ou instrutor. Terno?? To fora, também não entendo porque o Brasil, um país tropical precisa usar terno. Reverencia, respeito?? Vamos falar sério, que desculpinha, hein..... Deus quer reverencia, respeito em nossos corações, alias, não entendo já cheguei a pregar de terno, realizar cerimonias..., alias entendo, pura vaidade, eu gostava, mas sabendo que o culto que Deus mais se agradava é aquele que o nome dEle é honrado, as pessoas mudavam a vida, vi a necessidade de me aproximar mais das pessoas, mostrar que eu era igual a eles, finalmente aposentei o terno. Cristão para mim tem que ser inteirado a sociedade, é andar junto, dar testemunho, é participar da comunidade, se fazer conhecido e levar Jesus ao conhecimento...
Sou um pastor desviado até nas visitas, em 8 anos pastoreando (20 evangélico) foram poucas vezes que sentei em uma casa, chamei todos li a bíblia, expliquei o texto orei e fui embora, geralmente conversávamos de tudo, em muitas conversas sitando a bíblia sim, muitas risadas, ou conversas sérias, as vezes com um gostoso pedaço de bolo até mesmo churrasco, geralmente antes de ir embora orava agradecendo, embora nem sempre, com certeza tenho ótimas lembranças de muitas destas visitas, e sei que foram visitas abençoadas, principalmente a galera do Guarujá, da igreja em que pastoreava, saudades!!!
Se eu ficasse apenas nos “usos e costumes” eu seria “meio” desviado, mas teologicamente sou completamente desviado.
Não creio que pastor, bispo ou qualquer outro título HUMANO, deixa alguem em nível superior, não sou “super homem” “super crente”, não estou em nenhum patamar mais elevado do que aquela pessoa que toma dois onibus, senta no último banco e não abre a boca. Sou igual a todos, sujeitos a mesmas falhas, totalmente dependendo da graça e misericórdia de Deus em minha vida, sou humano, graças a Deus, falho graças a Adão e a mim, e resgatado graças a Jesus.
Sou pastor desvidado, porque não prego teologia da prosperidade, não vivo a moda da unção (riso, rugir, cair, levantar e por ai vai...), não barganho o evangelho para ganhar almas, como também não dou desculpas criticando tais igrejas para justificar fracasso ministerial, creio sim, que Deus cura, restaura, renova, creio em milagres, pois o maior milagre já é a salvação, mas creio que o Deus das bênçãos é bem maior do que as bênçãos de Deus.
Sou pastor desviado porque não vejo pessoas como cliente onde tenho que oferecer a melhor “oferta” para não perde-lo para a concorrência (hoje em dia existem igrejas que até prometem emagrecer durante o culto, dizimo a vista 8% e ai vai as barbaridades em nome de Deus).
Também não vejo pessoas como doentes, em que como pastor devo apenas cuidar, dar a “manutenção” para assim ir tocando a igreja. Vejo pessoas como humanos que carecem da graça de Deus, onde tenho a obrigação de fazer um culto onde o convertido saia pensando como melhorar a sua vida, o não cristão saia pensando em Deus e para isso não tenho que fazer o culto como eu gosto, da minha maneira e sim como Deus quer.
Estilo de liturgia?? Cada lugar tem a sua necessidade diferente.
Sou pastor desviado porque “to de saco cheio” dessa briga de tradicionais com pentecostais, esses tema como: “ rock, é do diabo, pode ou não pode dançar na igreja, bater palma é bíblico ou não, oração em línguas ainda existe? Devemos cantar hinos ou corinhos”. Sinceramente não aguento mais, para mim esta é a pior desculpa que um crente pode dar para não trabalhar na obra, brigando por mesquinharia e futilidades.
Sou pastor desviado porque com tudo isso descobri que não sou tradicional, mas amo a nossa história e creio na importância de se aprender com ela (gosto de hinos, alguns corinhos, harpa, mas não deixo de ouvir POD, Narnia, Tourniquet, etc.), não sou neo-pentecostal, mas creio no pentecostes, e muito menos liberal, mas sou livre em Cristo.
Agora para piorar tudo isto, eu sou um pastor desviado que não quero me “des” desviar, prefiro caminhar na graça de Deus, pregar deste Deus aqui no Rio Grande do Sul, na Rússia, na China, no Brasil, onde Deus me permitir, sendo apenas eu, alguém que acredita na redenção de Cristo, pois um dia ela me alcançou e transformou a minha vida, e a única coisa de boa que tenho em mim é graças e por Deus.....
Antes de encerrar, gostaria de dizer que conheço pessoas e igrejas sérias em nosso país, nestes 20 anos de evangelho de convívios em minhas antiga cidade (Guarujá e Baixada Santista) e de outras pelo Brasil, de instituições como o Vale da Bênção, Missão Antioquia, JOCUM, Missão Kairos, conheci pastores do mundo todo, pastores tradicionais que pregam de terno de gravata e que são exemplos de vida para mim, como a sua querida igreja, também conheço pastores de linha pentecostal que vivem uma vida de fé sendo usados para resgatar vidas que ninguém mais se importa...mas infelizmente hoje em dia muitas igrejas e pastores não representam a maioria dos protestantes, pois hoje a grande maioria “protesta” em causa própria, é lógico, em nome de Deus para não perder a “clientela”.

Saudações de um “pastor desviado”,
em Jesus Cristo que me desviou dos caminhos tortuosos para o caminho da vida na Vida com Ele!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Cristão 'Galinha de Angola'? (Tô fraco! Tô fraco)

Esforça-te, e tem bom ânimo; (…) Josué 1:6
Logo após a morte de Moisés, Josué assumiu a liderança do povo de Israel e a missão de levá-los à Terra Prometida. O povo havia ficado 40 anos no deserto por causa da desobediência a Deus e apenas a nova geração poderia entrar e era da responsabilidade de Josué guiá-los até ela. Imagine o coração dele diante dessa situação.
Ele havia convivido com Moisés, sabia o líder que ele tinha sido e principalmente a comunhão dele com Deus, pois Moisés falava com Deus face a face. Havia sobre Josué o peso da liderança e principalmente o peso espiritual por ser sucessor de um dos maiores profetas que o povo já havia tido.
Quantas vezes em nossa vida somos confrontados com situações que nos fazem temer, começamos a pensar se seremos capazes de cumprir nosso chamado e à medida que Deus vai trabalhando em nosso coração e percebemos que somos responsáveis por uma missão, o medo começa a querer entrar em nosso coração.
E assim como Josué, ficamos receosos se conseguiremos cumprir com o propósito que nos foi dado.O medo de fracassar, muitas vezes é tanto que nos esquecemos de um detalhe extremamente importante e é justamente este detalhe que garantirá a vitória daquilo que Deus nos propôs; Deus é o principal interessado no cumprimento da sua palavra. O desejo do nosso Pai é a salvação de todos os homens, se ele nos deu uma missão, certamente estará conosco todos os dias, nos guiando e orientando através do Espírito Santo que habita em nós. Não devemos parar diante das adversidades, temos que prosseguir, porque é Ele que abre o caminho.
O homem tem um grande problema em querer racionalizar todas as situações, principalmente na tentativa de ter o controle, mas ao fazer isso, percebemos nossa impotência e começamos a achar que nada irá dar certo e corremos o risco de perder nossa fé. É justamente o que Satanás quer que pensemos, e ele com certeza, irá contribuir com pensamentos de fracasso para nos fazer parar na tentativa de impedir o cumprimento das promessas de Deus.
O medo sempre vem, mas depende de nós como ele irá agir em nossa vida. Devemos rejeitá-lo e olhar para o alvo, olhar para Deus que vai à frente preparando o caminho e nos orientando como fez com Josué, pois Deus, além de mandá-lo se esforçar e ter bom ânimo deu outra chave para ele conseguir cumprir seu chamado: “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Josué 1:8”.
Mais uma vez, aprendemos que a única maneira de conseguirmos prosseguir é guardando a Palavra de Deus e meditando nela o tempo todo, pois somente assim prosperaremos em nossa caminhada. Se Deus tem colocado sonhos em seu coração que pareçam ser maiores do que você possa administrar, não se preocupe, porque ele já cuidou de tudo e irá te ajudar, pois aquele que deu seu próprio filho por amor a nós, não irá te desamparar. “Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. Josué 1:5”.
Não esqueça: "Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena." (Provérbios 24 : 10) Se nos dias de batalha, lutas, problemas...você não crer, usar a sua fé...mas fraco você irá ficar. "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11 : 6) Deus não gosta de tadinhos, de cristão "galinha de angola"!! Se você crer que foi Ele que te escolheu, então as forças vem Dele, e tome para sua vida as palavras que foram ditas a Josué e seja um vencedor!!

Você está vendendo ou trocando Jesus??


Você tem vendido Jesus por quanto? Qual a diferença de você para Judas?
Essa é uma pergunta que insisto, na atual situação do mundo, em "Mateus 26.15,16" Judas trava uma conversa com os principais dos sacerdotes que queriam matar Jesus e nota-se no texto que Judas diz:
"Que quereis me dar", os sacerdotes só lhe pesaram as trintas moedas de prata, se cumpri a profecia de "Zc 11-12", para Judas tanto fazia se fosse trinta se fosse quinze ele o entregaria mesmo assim.
Mesmo estando junto com Jesus vendo os milagres operados por ele, compartilhando das multiplicações que o Mestre fazia, para Judas Jesus não tinha nenhuma valia. Quando olho para a Bíblia eu vejo diversas pessoas que valorizavam Jesus. "Como aquela mulher do fluxo de sangue mesmo sem forças por conta de sua doença disse: se eu tão somente tocar em suas vestes...". "O centurião que disse Senhor eu não sou digno que entre embaixo do meu Telhado...". "Aquela mulher siro-fenícia que mesmo sendo comparada a cachorrinhos não ousou questionar o Mestre mais se colocou em humildade nele e teve sua filha liberta... "
São diversos exemplos por toda a Bíblia, e quando olho para os nossos dias vejo pessoas trocando Jesus por um copo de cerveja, de cachaça, trocando Jesus por um namoro sem futuro, por sexo, trocando Jesus por festas que não trazem nenhum benefício pessoal ou moral, trocam Jesus por migalhas, por uma paranga de cocaína ou de maconha, trocam Ele por coisas passageiras...
o batismo não passou de 'um banho' (a única diferença é que entram secos e saem molhados), tratam o “relacionamento” com Jesus como algo corriqueiro sem compromisso, mas quando a “coisa aperta”!! Correm pra onde??
Querem igrejas fáceis, onde não se exige santidade, onde não se prega sobre atitudes que levam ao inferno, igrejas festeiras sem teologia, evangelho fácil onde vivem uma vida na “balança” e usam máscaras - “A Paz irmão!!”. São piadas nas mãos do diabo usados para envergonhar o evangelho. Podem enganar o homem mas enganar a Deus!!?? Na verdade enganam a si mesmo. Está na hora de tomar vergonha na cara!!! E decidir de que lado esta, quem quer agradar à Deus ou ao diabo???
Quero te convidar para dar valor a Deus porque Ele é o que tem te sustentado, e se está lendo isso é porque Ele não desistiu de você! O Salmista reconhecendo isso disse: "Eu me deitei e dormi, acordei porque o Senhor me sustentou".
Valorize ao senhor Jesus e tudo o que ele tem feito em sua vida, só de você estar em pé hoje já é motivo de adorá-lo e valorizar a pessoa bendita de Jesus .
Quanto vale Jesus pra você? Pelo que você tem "vendido" Ele?
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.” 1Jo 2.15,16
Pense nisso.

Voltar para barriga da minha mãe??!!

Nascer de novo é a resposta para a pergunta mais importante dessa vida. Plano de Salvação—Acreditamos que a pergunta mais importante dessa vida é: “Você vai para o céu quando morrer?" Não é uma questão de quão bom você é como pessoa, se vai para a igreja ou quanto dinheiro você dá para serviços de caridade. Deus diz que para entrar no céu, é necessário nascer de novo (João 3:3).
Como podemos nascer de novo?
O plano de salvação pode ser encontrado na Bíblia. Deus nos mostra claramente o seu plano de como podemos “nascer de novo”.
Primeiro, precisamos reconhecer Deus como o Criador de tudo, e também aceitar nossa humilde posição na criação de Deus. “Tu és digno, Senhor e Deus nosso,, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as cousas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.“ (Apocalipse 4:11)
A seguir, precisamos reconhecer que somos pecadores. “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.“ (Romanos 3:23)
Já que somos pecadores, somos condenados à morte. “porque o salário do pecado é a morte“ (Romanos 6:23). Isto inclui separação eterna de Deus.
Mas Deus amou a cada um de nós tanto que deu Seu Único Filho, Jesus, para carregar nosso pecado e morrer no nosso lugar. “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores“ (Romanos 5:8).
Apesar de que não podemos entender completamente como, Deus disse que nossos pecados foram colocados em Jesus e Ele morreu no nosso lugar. Jesus tornou-se o nosso substituto.
Na Bíblia, um carcereiro perguntou seus prisoneiros, Paulo e Silas: “‘Senhores, que devo fazer para que seja salvo?‘ ‘Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e tua casa.‘“ (Atos 16:30-31)
A Bíblia é muito clara: acredite em Jesus como Aquele que carregou seus pecados, morreu no seu lugar, foi enterrado e a quem Deus ressuscitou. É o sangue e ressurreição de Cristo que nos dá garantia da vida eterna quando O invocamos como nosso Senhor e Salvador. “Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10:13). “Todo aquele” inclui cada um de nós.
Portanto, se você entende que é um pecador e acredita que Jesus Cristo veio ao mundo como o único Redentor de nossos pecados, então você entende o plano de salvação. A pergunta agora é: você está pronto para implementar esse plano e aceitar o presente de Deus através de Seu Filho, Jesus Cristo? Se sim, acredite em Cristo, arrependa-se dos seus pecados e entregue o resto da sua vida a Ele como Senhor:
“Pai, eu sei que tenho transgredido suas leis e meus pecados têm me separado de Ti. Eu realmente sinto muito; agora quero me afastar da minha vida de pecado e me aproximar de Ti. Por favor me perdoe e me ajude a evitar a pecar de novo. Eu creio que Seu Filho Jesus Cristo morreu pelos meus pecados, ressuscitou dos mortos, hoje vive e escuta minha oração. Eu convido Jesus a ser o Senhor da minha vida para reinar em meu coração de hoje em diante. Por favor envie o Espírito Santo para me ajudar a obedecer a Ti e fazer a Sua vontade pelo resto da minha vida. Em nome de Jesus. Amém.”
“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38)

Fast-food Espiritual...vai um oleosinho aí??!!

Tenho visto que o Brasil tem se tornado um país muito “evangelizado”. Até bêbado defendendo Jesus em peça de teatro da paixão de Cristo podemos ver. Um fato extremamente engraçado, vale a pena ver. http://youtu.be/TcmEGNVEMlA (copie e cole no navegador para acessar o vídeo)
Hoje o cristianismo tem se resumido a tele-evangelistas que pregam sobre curas, milagres e prosperidade financeira, ou a renovação carismática lançando padres cantores para também moverem multidões, mas sempre com um único objetivo: as igrejas se tornarem maiores e terem mais “fiéis”.
Os “cristãos” tem se tornado uma geração fast-food, onde pensam que ao ir à igreja, estão entrando em um drive-thru para fazer seus pedidos para Deus. Alguns levam até suas carteiras de trabalho, fotos das pessoas que querem interceder, além daquela oferta para receber muito mais de volta.
Ficou fácil ser cristão hoje. Qualquer um que entre em uma igreja pode ser batizado e se tornar um evangélico, e no Brasil grande parte já nasce católico, é batizado no nascimento. Temos pessoas fazendo filmes pornográficos que se entitulam cristãs, apóstolos que estão nadando em rios de dinheiro, cristãos orando agradecendo a Deus pelo dinheiro que receberam por serem corruptos, e assim vejo que o que é chamado cristianismo hoje não tem nada a ver com Jesus Cristo.
Posso dizer que a igreja hoje não está nem um pouco diferente da época das indulgências e nem das cruzadas.
O cristianismo está centralizado na CRUZ.
A dois mil anos atrás um homem apareceu em Nazaré. Andava de forma simples, seus pés eram sujos e precisavam ser lavados pois andava a pé nas ruas apoeiradas de Cafarnaum, Belém, Betânia.
Ele era o filho de Deus, homem e Deus. Poderia ter nascido em um berço de ouro, mas Deus escolheu uma manjedoura. Poderia ter nascido como um príncipe, filho de um grande rei, mas Deus escolheu que fosse criado por um pedreiro (ou carpinteiro).
Ele poderia ter estado apenas entre os “grandes”, mas preferiu caminhar entre os humildes. Os religiosos não gostavam dele pois estava entre os “pecadores”, dava atenção às mulheres, e curava todos aqueles que iam até ele.
Jesus escolheu a CRUZ ao invés da glória terrena. A igreja tem escolhido a glória passageira, o dinheiro, a fama, ao invés da CRUZ de Cristo.
Porque Jesus escolheu a cruz, hoje nós podemos ser salvos. Porque a igreja tem escolhido as facilidades, o evangelho tem sido escandalizado.
Porque a igreja primitiva escolheu fazer a vontade de Deus, hoje nós podemos ter os evangelhos, atos, cartas de Paulo. Porque a igreja moderna tem se afastado do evangelho, hoje temos mais livros sobre vitória financeira do que qualquer outra coisa. O cristão deve estar disposto a morrer. Será que você é cristão de fato?
Jesus disse:
Uma grande multidão ia acompanhando Jesus; este, voltando-se para ela, disse: “Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo.
E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo.
Lucas 14:25-27
Não existe cristianismo fast-food. Não existe vida cristã sem a cruz. Não é possível se entitular cristão e amar mais a si mesmo ou as coisas do que a Jesus. Não é possível caminhar com Jesus e ser discípulo dEle desejar apenas uma vida de facilidades, sem a cruz.